Os hospitais Sugisawa e Nossa Senhora das graças informaram neste último domingo (22) que estão trabalhando com a capacidade máxima de ocupação de UTI e unidades de internação. Por causa do aumento expressivo de casos de coronavírus dos últimos dias, o pronto atendimento dos hospitais está no limite da sua capacidade.

LEIA TAMBÉM Hospital de Curitiba interrompe recepção de pacientes após alcançar 100% de lotação

Neste último domingo, o boletim da Secretaria Municipal de Saúde revelou que a capital paranaense segue 10.244 casos ativos de covid-19. O número se refere a quantidade de pessoas que testaram positivo para a doença e que têm capacidade de transmitir a doença.

Por causa do aumento dos casso, o Hospital Sugisawa informou em nota que está impossibilitado de receber pacientes graves no momento. “Voltaremos a informar quando houver mudança na ocupação. Reforçamos a toda a população a importância de seguir as medidas de prevenção da pandemia. Se sentir qualquer sintoma, fique em isolamento total”, finaliza a nota.

O Hospital Nossa Senhora das Graças veio a público neste domingo para dizer que interrompeu momentaneamente a recepção de pacientes graves.

Números continuam crescendo

Desde o início da pandemia, Curitiba já registrou 67.803 casos e 1.628 mortes, de acordo com o último boletim divulgado neste domingo (22) pela Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a taxa de ocupação de leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 em Curitiba neste domingo é de 88%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos de coronavírus e não somente casos confirmados da doença. Restam no momento 38 leitos livres.