No fim da manhã desta segunda-feira (7), feriado do Dia da Independência, um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro fez um protesto na região da Boca Maldita, no centro de Curitiba. Com cartazes de apoio ao uso da hidroxicloroquina, o grupo fez a manifestação para que medicamentos fossem usados como prevenção à covid-19 em hospitais, e questionou o uso de uma possível vacina contra a pandemia.

LEIA TAMBÉM Azitromicina não tem efeito em pacientes graves de Covid-19, diz estudo brasileiro

VIU ESSA?Suplementação de zinco para prevenir covid-19 pode ter efeito contrário. Entenda!

Com uso de megafones, o pequeno grupo que se consideram patriotas disseram que esse seria o momento de agir. “Chega de mortes, senhor prefeito Rafael Greca. O povo curitibano não aguenta mais. Pessoas estão morrendo. Deixamos aqui o recado bem claro para vocês: ‘quem manda aqui são os curitibanos’. Parem de matar as pessoas. Tratamento precoce do Ministério da Saúde já! Hidroxicloroquina, Azitromicina e zinco, é simples”, gritou pelo megafone um dos apoiadores do movimento.