A Polícia Civil vai investigar a morte de um policial militar que aconteceu na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), na noite deste sábado (26). Antônio Carlos Pires, conhecido como sargento Pires, o PM, que pertencia ao 23º Batalhão, estava de folga quando parou com seu carro na Rua Anjolilo Buzzetti, na Vila Verde, e foi abordado pelo atirador. Pires foi atingido por pelo menos três disparos.

O crime aconteceu por volta das 22h e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apurou que o policial estava com a arma da corporação, mas não teve sequer tempo de pensar em reagir. Ele foi abordado por um ocupante de um carro, que seria um Gol, que parou em frente ao seu veículo e atirou. Depois de ter certeza que tinha atingido o policial, o atirador entrou de volta no carro e fugiu sentido ao bairro Tatuquara.

+ Leia mais: Rapaz é morto com 12 tiros ao lado de terminal de ônibus em Curitiba

Dos disparos, um deles acertou o pescoço, outro o braço e um terceiro, de raspão, nas costelas. O tiro certeiro foi o do pescoço, que matou o sargento antes mesmo da chegada do socorro do Siate. Os bombeiros não puderam fazer nada para tentar salvá-lo.

Conforme a DHPP, ainda não se sabe o que teria motivado o crime, nem se ele pode ter sofrido uma emboscada ou algo do tipo. Isso porque poucas informações foram obtidas no local do assassinato. De acordo com as primeiras informações, o sargento era uma pessoa querida e tinha boa conduta.

Informações que possam ajudar nas investigações devem ser passadas, ainda que de forma anônima, pelo disque-denúncia 0800-643-1121.

Calorão marca o último domingo de outubro; será que semana começa quente?