Um homem e uma mulher assaltaram diversos passageiros que aguardavam o ônibus em um ponto da Rua Renato Polatti, no bairro Campo Comprido, em Curitiba, na manhã desta terça-feira (8). As vítimas tiveram que deitar no chão e entregar dinheiro, documentos, chaves e celulares.

Segundo a Polícia Militar (PM), o casal estava em um veículo cinza. Eles encostaram o carro no ponto de ônibus e o homem saltou para abordar as vítimas enquanto a mulher permaneceu ao volante para a fuga. Eles deixaram a rua no sentido do Terminal do Campo Comprido e não foram encontrados por policiais que fizeram varreduras pela região nesta manhã.

A PM não trata o caso como arrastão. A Polícia Civil investiga os roubos.

Casos recorrentes

Nesta segunda-feira (7), outro arrastão, mas dentro de um ônibus, aconteceu no bairro Maracanã, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. Por volta das 5h20, dois homens armados invadiram um ônibus da linha Eucaliptos e renderam os passageiros. Eles levaram celulares e dinheiro das vítimas.

Antes disso, um motorista de ônibus levou uma facada na cabeça durante ação dos bandidos em arrastão na linha Curitiba/Piraquara, na região do Guarituba, em Piraquara, na noite de sábado (5).

Já o primeiro caso aconteceu no último dia 23 de julho, quando um motorista foi assassinado em outro arrastão na linha Curitiba/Jardim Paulista. Três dias depois, um cobrador de uma estação-tubo no Cabral foi baleado.

Segundo a Urbs, no entanto, apesar de alto, o número de roubos caiu na comparação com o primeiro semestre de 2016. De janeiro a junho deste ano foram registrados 976 assaltos em linhas de Curitiba e estações-tubo. A média é de 5,39 casos por dia, contra 8,26 casos/dia e 1504 assaltos nos seis primeiros meses de 2016.