A eleição para a prefeitura de Curitiba deste ano deve ter pela primeira vez a participação de uma candidata transgênero. Trata-se da psicanalista, economista e mestre em sociologia Letícia Lanz, escolhida pelo Psol em plenária virtual, realizada no domingo (9), para a corrida ao Palácio 29 de Março. No mesmo evento, a advogada Giana de Marco foi escolhida como pré-candidata a vice-prefeita.

LEIA MAIS – Eleição à prefeitura de Curitiba será marcada pela disputa do apoio de Ratinho Jr

Caso a formação se confirme, será a primeira vez também que Curitiba terá uma chapa com duas pessoas que se declaram mulheres na disputa majoritária – os partidos têm até 16 de setembro para realização de convenções para escolha dos candidatos e formação de coligações. Em nota à imprensa, o partido afirma que, com a escolha, “deseja marcar sua posição de defesa de todas as categorias sociais que vivem em situação de vulnerabilidade, preconceito, exclusão e discriminação”.

LEIA AINDA – Novo Viaduto do Orleans recebe verba pra projeto: será uma gigante rotatória elevada