A pandemia do novo coronavírus, que atinge em cheio o setor de eventos, ajudou a fechar as portas de uma das mais tradicionais floriculturas de Curitiba. Após 57 anos embelezando festas de casamentos, debutantes, bailes e cerimônias especiais, a floricultura Flor de Liz, no Rebouças, deverá entregar suas últimas encomendas até o final do ano. “Nós que somos do ramo de eventos, estamos sofrendo muito. Vamos encerrar as atividades com muita dor no coração”, revela um dos sócios, Fortunato Sukadolnik, de 77 anos.

LEIA TAMBÉMPandemia faz curitibanos trocarem apartamento por casa em busca de mais espaço

Desde os 20 anos se dedicando ao trabalho na floricultura, Fortunato e o sócio João Klaus Neto, de 87 anos, viu o mercado de festas na cidade mudar com o tempo. “Houve muita mudança. Mas antes de tudo, graças a Deus, nunca faltou trabalho. Fazíamos as melhores festas da cidade, nos melhores clubes. Mas com o tempo tudo mudou. Não temos mais a união, coisa que antigamente – pelo menos no ramo de eventos – acontecia. Todo mundo era amigo”, desabafou o empresário.

Há mais de cinco décadas, a floricultura realizou a decoração de grandes festas na cidade. Entre elas, a decoração em flores durante a visita do papa João Paulo II, durante a cerimônia no estádio Couto Pereira, em 1980. “Todos os eventos para mim foram especiais. Fizemos a inauguração de todos os shoppings, inauguração do Teatro Guaíra. Os grandes eventos, até aos mais simples, os maiores casamentos da sociedade, foram feitos com muito carinho”, lembra o empresário.

De casamento a velórios 

A floricultura fez parte de momentos felizes de muitas famílias de Curitiba e também de passagens tristes. “Antigamente, as funerárias não arrumavam o caixão. A gente ia arrumar. Tinha cliente que já nos dizia antes como queria o arranjo na morte. Eram clientes e amigos. Pediam para colocar uma orquídea nas mãos, uma rosa vermelha. A gente achava engraçado da pessoa comentar”, relembra Fortunato. Quando a pessoa falecia, os sócios faziam questão de realizar o desejo póstumo.

Fortunato recorda também de famílias que fizeram questão de realizar todos os eventos importantes com eles. “Fizemos casamentos de três gerações, da avó, mãe e filhas, bodas, aniversários e velórios da família”, revela.

Decoração à venda

Com o fechamento da floricultura, muitas das peças que antes eram usadas na decoração de casamentos, estão sendo vendidas na própria loja. São itens de decoração, como castiçais, vasos, lustres, e tapetes. Há também peças menores, como souplast, aparelho de jantar, copos, taças, toalhas de mesa. “Estamos vendendo tudo relacionado à festa na loja mesmo. Íamos anunciar na internet, com fotos, mas o boca-a-boca foi mais rápido. Não deu tempo”, explica. Para garantir uma peça, a loja segue aberta de segunda à sexta, das 8 às 18 horas. 

Serviço
Floricultura Flor de Liz
Endereço: Av. Iguaçu, 1106 – Rebouças
Contato: (41) 3222-2258