Uma família de Araucária, na região Metropolitana de Curitiba, não consegue seguir a vida normalmente deste o último dia 29 de maio, quando o caçula da casa desapareceu sem deixar pistas de seu paradeiro.

Alan Balhioni Santos, 20 anos, morador no bairro Cachoeira foi visto pela última vez pelo irmão mais velho no começo da tarde. “O Alan estava em casa como de costume. Ele não estudava e nem trabalhava por estar depressivo. Fazia academia e não tinha muitos amigos até pela situação clínica dele. Aí o irmão saiu para o trabalho e eu só retornei perto das 18 horas. Desde então não o vimos mais”, disse Andrea Balhioni Santos, mãe do Alan.

+Leia mais! Após descobrir traição, namorada dedura ‘amor’ e esconderijo do crime pra PM

A partir disto, a família entrou em desespero e começou a procurá-lo em todos os lugares. Hospitais, Instituto Médico Legal ( IML), pelas ruas de Araucária e até em Curitiba. ” Seguimos por tudo. Até durante a noite em Curitiba fomos procurar ele. A nossa rotina virou de cabeça para baixo com o sumiço do nosso filho”, afirmou Andréa.

Andréa não consegue se concentrar para o trabalho desde o desaparecimento do filho.
Andréa não consegue se concentrar para o trabalho desde o desaparecimento do filho.

Sem forças

Andréa tem um salão de beleza em Araucária e com o desaparecimento do filho não consegue se concentrar para o trabalho. “Tenho um comércio aqui e larguei tudo. Não tenho cabeça para nada. O meu marido perdeu o emprego nos últimos dias e estamos sem chão. O irmão mais velho é muito ligado com ele e está sofrendo também” ressaltou a mãe.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Depressão

Alan sofria de depressão há seis anos e passava por auxílio emocional. ” Nossa preocupação só aumenta até por isto. Diariamente ele utilizava medicamentos com orientação de um psiquiátrico – ao todo são 9 comprimidos”, explicou Andréa Santos.

+Viu essa? Família abandona carro às pressas após incêndio de veículo em Curitiba

Viu o Alan?

O caso está sendo acompanhado pela Delegacia de Araucária. Caso tenha alguma informação que possa ajudar a família Santos, entre em contato pelos telefones 41 99793-3350 /99909-5813. O contato com a Polícia de Araucária é no 41 3641-6000.

Alan-Santos

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

De onde vêm os terremotos de Rio Branco do Sul?