O aumento no número de casos de coronavírus em Curitiba e região tem preocupado os municípios que compõem o Fórum Metropolitano de Combate à Covid-19, que se reuniu na última segunda-feira (23) para discutir medidas e propostas necessárias para frear a pandemia.

De acordo com o presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), o prefeito de Fazenda Rio Grande Marcio Wozniack, as campanhas de conscientização junto à população devem ser ampliadas e se forem necessárias, serão tomadas medidas mais restritivas.

LEIA TAMBÉMComo será a vacinação contra a covid-19 no Paraná após liberação da vacina?

“Estamos acompanhando o crescimento dos índices (de contágio) e se for necessário poderemos fazer um novo Decreto Metropolitano, não com fechamentos, mas com mais restrições a público em determinados locais”, disse. O Fórum deve acompanhar a situação da pandemia em conjunto com Curitiba e a decisão das prefeituras será tomada em conjunto.

Na última sexta-feira (20), a expectativa era de que Curitiba fizesse a mudança para a bandeira laranja de alerta ao coronavírus. No entanto, a prefeitura reabriu 94 leitos de UTI e manteve o alerta amarelo. A avaliação da bandeira é feita toda sexta-feira e leva em consideração nove diferentes tipos de indicativos, que vai desde o índice de contaminação, ao número de leitos e mortes diárias.