O Corpo Bombeiros de Itapoá, litoral de Santa Catarina na divisa com o Paraná, localizou na manhã desta quarta-feira (21) o corpo do adolescente Everaldo Matheus Ribeiro, morador de Curitiba de 17 anos que havia desaparecido domingo (18) ao entrar em um rio. Além dos bombeiros, a Marinha também participava das buscas.

Matheus foi encontrado a 150 metros do local do afogamento. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Joinville.

Everaldo entrou no rio junto com o cunhado na parte rasa, com a água na altura da coxa. Porém, uma espécie de redemoinho teria puxado o rapaz – o rio desemboca no mar. Morador do Bairro Alto, em Curitiba, o jovem estudante era menor aprendiz em um hospital.

LEIA MAIS – Vizinhos da linha de trem no Cajuru onde mulher morreu convivem há anos com acidentes

As buscas foram realizadas por toda extensão da praia, que é de aproximadamente 25 km. Uma aeronave da Polícia Militar catarinense chegou a participar da ocorrência, além de motos aquáticas, mergulhadores, guarda-vidas e o apoio da Marinha.

O rio em que o rapaz desapareceu desemboca no mar, sendo atingido por correntezas que aumentam os riscos de afogamento. Mesmo com sinalizações, muitos banhistas desobedecem ao alerta de perigo e entram em áreas impróprias para banho no rio. O local já tem outras ocorrências de afogamento.

Aplicativo

Para saber mais sobre as condições da praia e os pontos dos guarda-vidas no litoral de Santa Catarina, basta fazer o download do aplicativo Praia Segura, do Corpo de Bombeiros catarinense.  

O Corpo de Bombeiros do Paraná também tem um aplicativo que informa as condições de banho no litoral. O app pode ser encontrado na Play Store, basta digitar Bombeiros PR e baixar em seu celular.

VEJA MAIS – Não era cerveja”, alega casal indiciado por maus-tratos contra filhote de cachorro

Os bombeiros orientam à população sobre respeitar as placas de sinalização para evitar afogamentos. Em caso de emergências, o banhista pode entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo 193.