Uma moto avaliada em aproximadamente R$ 3 mil foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) com um total de R$ 73 mil em dívidas. O veículo tinha mais de 90 multas emitidas e quatro anos de licenciamento não pagos. A ação ocorreu na terça-feira (11), na cidade da Lapa, região metropolitana de Curitiba. Aos policiais o motociclista, sem habilitação, alegou que tinha comprado o veículo pela internet e que não tinha a documentação.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal o moto, com placa de Concórdia (SC), foi abordada para fiscalização na BR-476, quando estava próximo ao pedágio da Lapa. Os policiais constataram várias infrações registradas por aquele veículo. Eram 43 multas por excesso velocidade, sendo que algumas delas tinham sido registradas no mesmo dia da abordagem. Além disso, foram registradas outras infrações como avanço de sinal vermelho e circulação em ciclovias. Além dos R$ 73 mil em multas, as multas somavam milhares de pontos na CNH.

+Leia mais! Presa dupla que fabricava balão na RMC. Além do crime, risco de incêndio preocupa

O veículo foi recolhido ao pátio e será liberado somente após o pagamento das dívidas de mais de R$ 73 mil reais, bem como atualização da documentação.

Foto: Divulgação/PRF.

Recordes do descaso

Este não é o primeiro caso de veículos apreendidos com valores astronômicos em multas e débitos. Em Curitiba o campeão é uma Courrier que tinha quase meio milhão em débitos, apreendida no Centro de Curitiba. Outro caso que chamou atenção foi a apreensão de um Chevrolet Cruze, com R$ 70 mil em débitos, no bairro Mercês. Em junho, um Porsche Cayman foi recolhido com R$ 17 mil em débitos.

Recentemente, em abril, a Setran apreendeu uma série de carros irregulares. Na ação estavam Pajero e até Dodge, carros que estavam com R$ 219 mil em multas.