A primeira-dama, Michelle Bolsonaro prestou queixa na Delegacia de Crimes Eletrônicos do Departamento Estadual de Investigações Criminais ( DEIC), em São Paulo, requerendo que a música “Micheque”, de autoria da banda Detonautas venha a ser retirada do ar. A canção faz alusão aos depósitos de cheques no valor de R$ 89 mil que teriam sido realizados por Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM Campanha eleitoral começa neste domingo na TV, rádio, internet e nas ruas

Na DEIC, a primeira-dama alegou que está sendo vítima de ofensa, injúria, calúnia e difamação. O pedido requer que a música seja retirada das plataformas digitais e seja proibida de ser executada em lugares públicos ou privados.

A autoria da canção é do vocalista dos Detonautas, Tico Santa Cruz, e tem participação especial do humorista Marcelo Adnet. A letra gira em torno da questão e pergunta à primeira-dama a procedência do dinheiro. Nas redes sociais, o cantor relatou que é legítima a manifestação da liberdade de expressão no país. O Palácio do Planalto não comentou o caso. O clip da música segue sendo executado no Brasil.