O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os ex-ministros Antônio Palocci e Paulo Bernardo e o empresário Marcelo Odebrecht se tornaram réus em novo processo após o juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, aceitar denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF). As informações são do portal G1.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

De acordo com a denúncia, Lula, Palocci e Bernardo são suspeitos de terem recebido propina da Odebrecht em troca de favores políticos. A construtura teria prometido R$ 64 milhões a Lula em 2010, caso fosse favorecida em decisões do governo. Segundo o MPF, o dinheiro ficaria à disposição do PT.

+ Leia mais: Após descobrir traição, namorada dedura ‘amor’ e esconderijo do crime pra PM

O procuradores afirmam que uma das contrapartidas exigidas pela empreiteira seria a interferência política para elevar para R$ 1 bilhão um empréstimo concedido pelo BNDES a Angola. Depois de concedido o empréstimo, a Odebrecht, que foi contratada pelo país africano, conseguiu parte da verba com o BNDES. Naquela época, Paulo Bernardo era o ministro do Planejamento e assinou a liberação para o financiamento.

Jovens acabam na delegacia, após furarem a catraca do busão na saída da igreja