O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, vai investigar uma possível prática abusiva de bancos, associações de aposentados e seguradoras. A suspeita é de que as instituições tenham feito descontos indevidos nos benefícios de aposentados, como contribuições associativas e seguros não contratados. As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo nesta segunda-feira (9).

+ Leia mais: Cargos de motorista são extintos na Prefeitura de Curitiba

As instituições terão dez dias para se manifestar. Se houver a comprovação de irregularidades, elas poderão ser multadas em até R$ 9,9 milhões.

Veja a lista das instituições que terão de prestar esclarecimentos:

  • Bradesco;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Santander;
  • Associação Beneficente de Auxílio Mútuo ao Servidor Público (ABAMSP);
  • Associação Nacional de Aposentados e Pensionistas da Previdência Social (ANAPPS);
  • Associação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (ASBAPI);
  • Central Nacional dos Aposentados e Pensionistas do Brasil (CENTRAPE);
  • Rede Ibero-Americana de Associações de Idosos do Brasil (RIAAM Brasil);
  • Chubb Seguros Brasil;
  • Companhia de Seguros e Previdência do Sul (Previsul);
  • Sabemi Seguradora;
  • Sudamerica Clube de Serviços e Sudamerica Vida Corretora de Seguros.