ja811.jpgComo ocorreu em 2003 com o Fiat Palio, o Gol Geração IV manteve seus traços básicos, mas mudou o desenho da dianteira, traseira e detalhes do seu interior. Líder no mercado há 19 anos, segundo informações da montadora, o Gol Geração IV chegou ao mercado por intermédio de seus mais de 600 revendedores em todo o País, com exatos 1.088 componentes novos ou modificados, tornando-se mais funcional, confortável e prático.

Garante a montadora que a Gol Geração IV veio para ampliar as qualidades tecnológicas e mecânicas dos modelos anteriores. É oferecido nas versões City (1.0 e 1.6), Plus (1.0) e Power (1.6 e 1.8), todas equipadas exclusivamente com motores bicombustíveis Total Flex, que podem ser abastecidos com álcool, gasolina ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção.

ja812.jpgDeixando de lado a tradição, o carro da Volkswagen optou pela modernidade. Em outras palavras, deixou as linhas retas e conservadoras e adotou as curvas, elementos circulares e a praticidade interna, detalhes que outros carros têm usado com sucesso como argumento de venda. O Gol G4 passou por alterações na dianteira, ganhando linhas acentuadas em ?V? encontradas em outros modelos europeus como o novo Golf.

Seu pára-choque dianteiro destaca a nova identidade mundial da marca e, segundo a montadora alemã, aproxima o novo Gol dos modelos europeus. Na parte traseira ganhou novas lanternas de formato circular (como as do Polo) e nova tampa do porta-malas, com maior área envidraçada, o que contribui para maior visibilidade.

ja825.jpgEmbora ofereça sensação de espaço e tenha suas vantagens em luminosidade de interior, segundo a VW, o novo painel trouxe prejuízo às pernas do passageiro (se mais alto), que resvalam no porta-luvas, que está mais baixo. Detalhes de acabamento, como as novas saídas de ar de formato circular, revestimento de portas (em plástico, inferior ao do GIII) e bancos e o discutível painel do Fox criam polêmicas. Esse último caso (do painel) ainda se justifica por um possível barateamento de construção. Afinal, agora dois modelos da linha utilizam o mesmo componente.

E para tristeza dos fumantes, foram embora cinzeiro e acendedor de cigarros, antes presentes no GIII. Agora, nem como opcionais de fábrica. O Gol oferece 11 porta-objetos, no 2 portas e 13 no 4 portas. Os botões de acionamento dos vidros elétricos foram deslocados do painel para as portas. E seu porta-malas tem capacidade para 285 litros de bagagem. (BN)

OLHO CLÍNICO

ja824.jpgMas nem tudo é original no Gol Geração 4. Quem conhece outros modelos da marca alemã vai notar que alguns equipamentos e peças foram aproveitados para economizar custos. O painel de instrumentos é o item mais notório. Trata-se do mesmo usado pelo Fox, com os indicadores reunidos num semicírculo. É um dos aspectos que desagradaram algumas pessoas. Mas segundo os ?designers? da VW, o conceito do novo painel é o de uma mochila de alpinismo, ou seja, que consegue ser útil aos ocupantes durante as viagens. Há mais sinergia entre os dois compactos: acionador dos retrovisores, maçaneta das portas e o acabamento interno das portas, numa peça única de plástico.

ja821.jpgMuita gente também comenta que os direcionadores de ar foram copiados do Fiesta: são realmente muito parecidos. Houve uma evolução importante, no entanto: a pedido dos consumidores, a Volkswagen transferiu os comandos dos vidros elétricos do console central para as portas. O número de porta-objetos também cresceu, atendendo a exigência do público.

Como o carro continua líder de mercado, a Volks preferiu não mexer na sua parte mecânica, consagrada como uma das mais confiáveis entre os veículos nacionais.

ja822.jpgAvaliamos o Gol G4 Power de 1.8 litro de 8 válvulas que oferece 103 cv com gasolina e 106 cv a álcool, respectivamente. Com torque máximo de 15,5 kgfm a 3.000 rpm (gasolina; com álcool são 16 kgfm na mesma rotação), esse motor perde para o 1.6 pela maior vibração. Para o potente motor 1.8 8V do Gol G4, as médias declaradas pela montadora são de 14 km/l para gasolina e 9,3 km/l para álcool. Mas essas marcas podem mudar com facilidade, pois dependem da maneira de dirigir de cada motorista.

ja823.jpgSeu comportamento foi satisfatório, tanto na cidade como na estrada. Com a chegada do G4, saíram de linha o Gol Special, que usava a carroceria do Geração II, e também a Geração III. Revelou a Volkswagen que quer padronizar a oferta do modelo, ao invés de manter no mercado uma versão antiga, como fazem seus concorrentes.

Para o presidente do Corujão Automóveis, Helmuth Altheim, ?o Gol G4 preserva e renova a tradição do Gol, construída ao longo de 25 anos, como o carro da vida dos brasileiros. Ele tem a alma das pessoas. Conhece cada palmo do chão deste País. Enfrenta e supera qualquer adversidade. É robusto, seguro e confiável. É o carro do coração dos brasileiros?. (BN)

FICHA TÉCNICA

MOTOR 1.8L 8V

Combustível Gasolina Álcool

Cilindrada (cm³) 1.781 1.781

N.º de cilindros 4 4

N.º de válvulas por cilindro 2 2

Potência líquida máxima

cv/rpm 103/5.250 106/5.250

Torque líquido máximo

Nm (kgfm)/rpm 152 (15,5)/3.000 157 (16)/3.000

TRANSMISSÃO: Manual de 5 marchas

DESEMPENHO

Aceleração de 0 a 100km/h (s) 10,1 9,8

Velocidade final (km/h) 189 190

CONSUMO

Cidade (km/l) 11,7 7,8

Estrada (km/l) 16,7 11,2

Média PECO (km/l) 14 9,3

Capacidade do tanque (l) 51 51

RODAS/PNEUS

Rodas 6J X 14

Pneus 185/60

PORTA-MALAS

Capacidade (l) 285