Brasília – O comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, disse nesta terça-feira (3) que deverá ser "tranqüilo" o movimento nos aeroportos brasileiros no feriado da Semana Santa. Juniti deu breves declarações à imprensa nesta tarde, após participar, no Palácio do Planalto, da cerimônia de apresentação dos novos oficiais-generais.

Em entrevista, o ministro da Defesa, Waldir Pires, que também participou do evento, reiterou que o governo está cumprindo seus deveres essenciais com as instituições públicas. Perguntado sobre a decisão do governo de passar a coordenação das negociações com os controladores de vôo ao Comando da Aeronáutica, Pires respondeu: "O governo teve a posição sempre de assegurar a capacidade de respeitar as normas essenciais de comportamento de todos os cidadãos em face dos valores que a Constituição brasileira assegura. Essa tem sido sempre a posição do governo do presidente Lula, e é o que a história quer".

No início da tarde de hoje, o vice-líder do governo na Câmara, Beto Alburquerque (PSB-RS), afirmou que o presidente Lula comunicou ao conselho político que as negociações com os controladores de vôo serão coordenadas pelo comandante da Aeronáutica.

O deputado referia-se ao acordo fechado na madrugada de sábado (31) para debelar a greve dos controladores de vôo. Na ocasião, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, se comprometeu a rever salários, criar um plano de carreira para a categoria e começar a discutir a retirada da função da área militar.

O chefe do Gabinete de Segurança Institucional, ministro Jorge Armando Félix, que também assistiu à apresentação dos oficiais-generais, também saiu em defesa do presidente Lula: "Não foi a palavra dele [presidente Lula]. O presidente estava voando no meio do Atlântico na hora em que a coisa aconteceu. É muito difícil fazer um julgamento", disse o general. Segundo ele, as decisões do presidente representam "aquilo que a sociedade quer que aconteça".

Félix informou, no entanto, que no momento em que os controladores de vôo decidiram paralisar os trabalhos, o governo logo foi informado.

Também estiveram presentes na cerimônia de apresentação dos oficiais-generais, além do presidente Lula, o vice-presidente José Alencar, e os comandantes da Marinha, almirante-de-esquadra Júlio Soares de Moura; e do Exército, general Enzo Martins Peri.