Os rumores de que o apresentador Luciano Huck estaria disposto a concorrer à presidência da República nas eleições de 2022 aumentam a cada dia. Segundo o colunista Tales Faria, do Portal UOL, Huck se reuniu recentemente com políticos de diferentes partidos, situação que chamou a atenção da Rede Globo. Ainda de acordo com o colunista, a emissora já teria vetado o apresentador para concorrer ao cargo anteriormente, em 2018  e não estaria disposta a liberá-lo para a próxima disputa eleitoral.

+ Leia ainda: ‘Globo Repórter’ desta semana será o último com Sérgio Chapelin

No entanto, nesta quinta-feira (26), a Globo afirmou em nota, que nunca impediu a candidatura de Huck. De acordo com a emissora, no lugar do veto há um alerta dado ao profissional, de que caso ele saia para fazer campanha, não poderá retornar para a emissora e para seu posto como apresentador do Caldeirão do Huck.

Leia na íntegra, a nota enviada pela Globo para o colunista Tales Faria:

“No texto intitulado ‘Pré-candidato, Luciano Huck diz a aliados estar disposto a deixar a Globo’, lê-se que houve um veto da emissora à candidatura do apresentador à presidência da República em 2018. A afirmação é incorreta.

Diante das especulações de que seria candidato, a Globo o procurou para saber se de fato ele concorreria à Presidência  e enfatizar que, se assim fosse, teria de se submeter às regras da emissora, segundo as quais a vida politico-partidária é incompatível com a permanência nos quadros da Globo, mesmo depois do processo eleitoral.

Tais regras estão em vigor e são válidas para todos os talentos da emissora. E visam a resguardar a postura de completa isenção da Globo. Na conversa, como a emissora esperava, Luciano Huck foi franco, correto e aderente às regras mencionadas”, comunicou a TV Globo.

Famosa por coberturas esportivas na Globo, Cris Dias é a nova contratada da CNN