O Vitória recebe o Santos neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no estádio Barradão, em Salvador, precisando do triunfo e de um tropeço do Palmeiras, contra um desfalcado e desmotivado Atlético Paranaense, em São Paulo, para escapar do rebaixamento. Apesar da situação desfavorável, os jogadores do time baiano tentam se manter motivados para a 38.ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. “É difícil, mas nada no futebol é impossível”, resumiu o volante Cáceres.

Para a partida, o técnico Ney Franco tem cinco desfalques entre os jogadores considerados titulares. O meia Escudero, expulso na derrota por 4 a 0 para o Flamengo, no último sábado, e o centroavante Dinei, que recebeu o terceiro cartão amarelo na partida, estão suspensos. O goleiro Wilson, o lateral-direito Nino Paraíba e o volante Luiz Gustavo, com lesões, foram vetados para o jogo.

Além dos problemas, a equipe enfrenta os rumores de que o Atlético Paranaense poderia facilitar o jogo para o Palmeiras, por causa de uma pendência jurídica entre o time paranaense e o Vitória, envolvendo a transferência do lateral-direito Léo do clube baiano para o Flamengo. O volante Neto Coruja, porém, minimiza a questão. “Precisamos fazer nosso papel (vencer o Santos) antes de pensar no jogo de lá”, disse.