O presidente do Rio Branco, Itamar Bill, encerrou o contrato de toda comissão técnica do clube por causa da paralisação do Campeonato Paranaense devido à pandemia de coronavírus. A equipe está classificada para as quartas de final em confronto contra o FC Cascavel.

Os jogadores foram liberados para voltarem a suas casas, mas seguem com contrato vigente. De acordo com a assessoria de imprensa do Leão da Estradinha, o clube irá finalizar os vínculos com os jogadores caso o Estadual não retorne. Se a disputa for retomada, os atletas voltam pro o mata-mata.

Já o treinador Tcheco foi desligado da equipe de Paranaguá. “Foi uma decisão da diretoria. A maioria tinha contrato até o final do Estadual. Eles decidiram que se o torneio for retomado irão colocar os jogadores da base e contratar novamente os atletas que estiverem sem clube”, explicou o ex-meia à Gazeta do Povo/Tribuna do Paraná.

Além dele, o auxiliar Zé Luiz, o preparador-físico Vitor Nemetz e o preparador de goleiros Maycon Pavesi foram desligados

O técnico ressaltou que não volta ao Rio Branco quando e se o Estadual recomeçar. Segundo ele, o técnico Amauri Knevitz, que atualmente é o coordenador da base do Rio Branco, irá comandar o time. 

A reportagem tentou contato com o presidente do clube, Itamar Bill, que não atendeu às ligações. 

O Paranaense tinha data prevista para terminar em 26 de abril. Porém, o torneio está paralisado por tempo indeterminado.

+ Mais do futebol paranaense:

+ Campeonato Paranaense é paralisado por tempo indeterminado
+ Veja o que diz o regulamento sobre o futuro do Paranaense

+ Presidente da FPF garante que campeonato será decidido no campo