A permanência do meia Renatinho no Paraná Clube para a próxima temporada pode virar uma novela. Destaque do Tricolor em 2017, com boas participações no Paranaense, na Copa do Brasil e na Primeira Liga, além de ter conseguido o acesso à primeira divisão, o camisa 10 tem sondagens de outros clubes, inclusive do exterior.

Por isso, a renovação do seu contrato, sobretudo por questões financeiras, deve ficar cada vez mais difícil. O empresário do meia Renatinho, Nene Zini, está fora do Brasil e voltará somente na semana que vem e lembrou que a janela de transferências internacionais abriu recentemente e por isso haverá um tempo a mais para a definição da situação do camisa 10.

Alex Santana está de volta ao Tricolor
“Não tem nenhuma novidade ainda. Volto ao Brasil na quarta-feira. Estamos em um processo. A janela acabou de abrir. Há um respeito muito grande pelo Paraná, mas é muito cedo para falar o que vai acontecer. Estamos trabalhando no mercado em relação ao jogador. Estamos conversando e o respeito existe por tudo que o Renatinho fez pelo Paraná, pela interação que existiu entre o jogador e o clube. Então, vamos aguardar”, apontou o empresário.

Apesar de ter, em 2018, um investimento maior do que foi neste ano, o Paraná Clube não conseguirá competir com propostas do exterior que o meia Renatinho deve receber. Mesmo com um potencial de caixa maior, a diretoria do Tricolor ainda precisa lidar com as dívidas que o clube tem e não deverá fazer nenhuma loucura por qualquer jogador. O camisa 10 foi o artilheiro paranista na Série B com nove gols.