Uma vitória reabilitadora em todos os sentidos. O sexto triunfo do Paraná Clube fora de casa na Série B do Campeonato Brasileiro fez o time dormir no G4, ocupando a quarta posição, mas principalmente mostrou que o poder de reação apresentado na vitória sobre o Botafogo, em Ribeirão Preto, não foi perdido após o empate com o Vila Nova no Durival Britto. Ainda mais para Sueliton, o herói da noite.

+ O jogo: Paraná vence de virada e entra no G4

O lateral-direito teve pouquíssimas oportunidades na temporada. Foram apenas seis partidas em 2019, incluindo a de ontem. Ao todo, 262 minutos. Mas nenhum como o minuto 31 do duelo com o CRB. A arrancada, o chute forte e a bola no ângulo. O gol que deu a vitória ao Tricolor e abriu a possibilidade do jogador virar titular da equipe. A disputa para ele anda ingrata. Eder Sciola, o titular, é daqueles jogadores de confiança do técnico Matheus Costa. E pouco se lesiona. Para piorar, quando Sciola se machucou, Léo Príncipe foi utilizado. Sueliton se viu sem espaço, participando de jogos-treinos e olhe lá. O caminho mais fácil era deixar a Vila Capanema.

E isso quase aconteceu. “Estava quase saindo do clube”, disse o lateral, logo após o jogo em Maceió. “Mas eu esperei o tempo certo. Falei que ia esperar a minha oportunidade. Fico feliz por estar aqui e vestindo essa camisa”, completou Sueliton, que fez o Paraná passar a ter a melhor campanha fora de casa da Série B – juntamente com o próprio CRB.

+ BAIXE E OUÇA O SEGUNDO EPISÓDIO DO PODCAST DE LETRA!

A decepção pelo empate na Vila na rodada passada agora se torna uma série de cinco partidas de invencibilidade – duas vitórias e três derrotas. Para o volante Itaqui, a prova de um momento positivo do Tricolor. “Foi fundamental essa vitória, porque a gente vem em uma sequência de somar pontos. Hoje valeu o empenho e o detalhe definiu a partida”, comentou o camisa 8.

Foi também o final de uma série bastante puxada. Foram seis jogos em 19 dias, uma maratona que desgasta fisicamente e emocionalmente. E o Paraná saiu dela com nove pontos, 50% de aproveitamento. O suficiente para voltar ao G4. E dar tranquilidade ao time, depois de um período de muitas partidas e também de turbulência interna. “Essa é uma vitória que nos afasta cada vez dessa zona de desconforto”, afirmou o lateral Guilherme Santos.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Até o jogo contra o Cuiabá serão nove dias. Tempo para evoluir e para recuperar o fôlego. “A comissão vem nos dando confiança, a torcida ficou apoiando, cobrando e fazendo a gente crescer. E o resultado vem”, avisou Guilherme Santos. “É hora de comemorar e descansar”, finalizou o herói Sueliton.