Uma vitória construída em dois minutos e com valor gigante. Foi assim a virada – 2×1 – do Paraná Clube sobre o CRB, nesta quinta-feira (5), no estádio Rei Pelé, em Maceió. O triunfo valeu a volta ao G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com 32 pontos, a equipe ocupa a quarta colocação. Pode até perder a posição no final da rodada, mas o recado está dado: o Tricolor tá na briga.

+ Confira como foi o jogo no nosso Tempo Real!

O Paraná entrou em campo com cara nova. Vitinho seria o armador, ocupando a vaga do suspenso João Pedro. Com um time de forte marcação, o recém-contratado seria uma opção para o jogo de contra-ataque. O Tricolor jogava com as famosas ‘duas linhas de quatro’, com Jhony entre as linhas de defesa e meio e Jenison sozinho na frente. Como não dava muito espaço para o CRB, mas também não atacava com constância, o início da partida se arrastou.

Pra chegar, o mais fácil era arriscar de longe. Foi assim a primeira chance do jogo, aos 18 minutos, no chute de Itaqui que quase surpreendeu Vinicius Silvestre. Se não era empolgante, o Paraná evitava qualquer tipo de pressão dos donos da casa. E na primeira vez que cedeu espaço, aos 23, Lucas Siqueira cruzou e Felipe Ferreira, entre os zagueiros, mandou de primeira. Um belo gol dos alagoanos, que obrigaria os visitantes a mudar de postura.

Deu uma pane no Tricolor. Minutos depois do gol, o CRB teve uma chance incrível desperdiçada por Lucas Abreu, que recebeu livre na pequena área e mandou para fora. Alisson Farias também fez Thiago Rodrigues trabalhar. Mesmo atrás no placar, o Paraná seguiu pressionado até o final do primeiro tempo, sem levar mais perigo a Vinicius Silvestre.

+ BAIXE E OUÇA O SEGUNDO EPISÓDIO DO PODCAST DE LETRA!

Era preciso mudar. E a aposta do técnico Matheus Costa foi Alesson, que entrou no lugar de Itaqui. Não era apenas a alteração da peça, mas também o avanço das linhas, uma postura mais agressiva inclusive na saída de bola adversária. E em apenas quatro minutos o Tricolor chegou mais ao ataque do que em toda a etapa inicial. Numa das tentativas, a bola cruzou a área e caiu no pé de Eder Sciola, que acabou tentando o passe para Jenison em vez do chute.

O centroavante, coitado, tinha ficado isolado até então. Fruto do posicionamento paranista defensivo demais até então. Mas era claro que um time mais à frente daria espaço para o contra-ataque dos donos da casa – era o preço a se pagar. Mas ainda faltava movimentação, velocidade para sair da marcação alagoana. Matheus Costa foi obrigado a trabalhar após a lesão de Eder Sciola, que sentiu a coxa direita e teve que sair. Entrou Sueliton.

O jogo corria no campo de ataque tricolor, mas com pouca inspiração. Por isso, tentando colocar fogo no jogo, Pimentinha estreou, entrando no lugar de Vitinho, que até começou bem, mas depois caiu de produção. E a entrada do atacante ativou o ‘modo Jenigol’. Tudo bem que ele não participou do gol – aos 29 minutos, Guilherme Santos ganhou pela esquerda e cruzou para Jenison, que driblou o zagueiro e chutou forte. Era possível virar.

+ Confira a classificação completa da Série B!

E veio a virada. Apenas dois minutos depois, numa arrancada de Sueliton, que ganhou da marcação e mandou uma bomba. Golaço que colocou o Tricolor na frente. E fez a pressão mudar de lado. Numa bobeada de Thiago Rodrigues, Élton teve o gol à disposição, mas chutou na trave. Mas, apesar do susto, o Paraná soube se defender e conquistou mais uma vitória importantíssima fora de casa.

Ficha técnica

SÉRIE B
1º Turno – 21º Rodada

CRB 1×2 PARANÁ CLUBE

CRB
Vinicius Silvestre; Daniel Borges, Wellington Carvalho, Victor Ramos e Igor; Lucas Siqueira (Élton), Claudinei (Wesley Dias), Lucas Abreu e Felipe Ferreira; Alisson Farias e Léo Ceará.
Técnico: Marcelo Chamusca

Paraná Clube
Thiago Rodrigues; Éder Sciola (Sueliton), Leandro Almeida, Rodolfo e Guilherme Santos; Jhony Douglas, Itaqui (Alesson), Luiz Otávio, Vitinho (Pimentinha) e Bruno Rodrigues; Jenison.
Técnico: Matheus Costa

Local: Rei Pelé (Maceió-AL)
Árbitro: William Machado Steffen (SC)
Assistentes: Thiaggo Americano Labes (SC) e Éder Alexandre (SC)
Gols: Felipe Ferreira 23 do 1º; Jenison 29 e Sueliton 31 do 2º
Cartões amarelos: Élton, Lucas Abreu (CRB); Jhony Douglas, Leandro Almeida, Thiago Rodrigues (PR)
Cartão vermelho: Wesley Dias
Renda e público: não divulgados