Em algum canto da cidade, Saulo de Freitas, o Tigre da Vila Capanema, deve estar “de cara” com a situação do ataque do Paraná Clube na Série B do Campeonato Brasileiro. Grande artilheiro da história do Tricolor, Saulo tinha um faro de gol apurado, assim como tantos outros atacantes que fizeram bonito com a camisa vermelha, azul e branca, como Renaldo, Borges e até mesmo o cabeludo Josiel, que foi artilheiro do Brasileirão de 2007, mesmo com o Paraná sendo rebaixado para a Série B naquele ano.

Se no ano passado, a dificuldade foi imensa para a diretoria achar um camisa 9 para o Brasileirão, a história se repetiu nesta temporada. Quando o atacante Jenison se destacou na disputa do Campeonato Paranaense, muitos acreditavam que o “trampolim”, como ficou conhecido o atleta após declaração polêmica na eliminação do clube na Copa do Brasil, seria artilheiro também na Segundona. Se enganaram.

+ Leia mais: Manchester City fará exposição de troféus em Curitiba

Após um início de Série B tenebroso, sem balançar as redes, Jenison foi “convidado” pelo técnico Matheus Costa a compor o banco de reservas no clássico contra o Coritiba. O alerta surtiu efeito. O camisa 9 entrou no decorrer da partida e marcou o gol da vitória por 3×2, em pleno Couto Pereira lotado, e caiu nos braços da torcida.

No jogo seguinte, contra o Operário, ele voltou a ser titular e balançou as redes novamente, sendo decisivo na vitória complicada por 1×0, no Durival Britto. E foi só. Jenison tem sido mantido entre os titulares, mas não fez mais nada. Contra o América-MG, também em casa, o camisa 9 protagonizou lances bizarros e foi muito vaiado ao sair para a entrada de Rafael Furtado.

+ Confira a classificação completa da Série B

Após a derrota para o Vitória, no último fim de semana, por 2×0, o Tricolor acumulou quatro jogos sem marcar gols. Com apenas 12 tentos marcados na Série B, o Paraná já é o sexto pior neste quesito na competição. Foram quatro gols marcados na Vila Capanema e oito feitos longe de sua casa. Ao todo, nove atletas marcaram. João Pedro é o artilheiro com quatro gols. Na sequência vem Jenison com dois. Sete jogadores marcaram um gol casa – Marlyson, Guilherme Santos, Luiz Otávio, Ramon, Leandro Almeida, Matheus Anjos e Fernando Neto.