O gramado molhado e pesado do estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, prejudicou o futebol do Paraná Clube, na derrota para o Juventude, no sábado (27). O técnico Cristian de Souza lamentou a derrota, que aconteceu com gol nos acréscimos, depois de uma bola levantada na área e que a zaga falhou.

De virada, Paraná perde a invencibilidade na Segundona!

“A derrota foi doída, sem dúvida. Foi um jogo que teve um contexto diferente por conta do gramado. Melhorou no segundo tempo e conseguimos criar um pouco mais. Nós tivemos um bom primeiro tempo, mas sabíamos que o jogo ia transcorrer em muita bola parada e disputa de segunda bola. Depois, o Juventude veio como uma proposta mais firme ainda e levamos um gol de bola parada no último minuto. Foi muito sofrido para nós esta marcação, mas temos que ter tempo para melhorar neste quesito”, disse em entrevista coletiva.

Ele destacou especialmente as falhas do time nas bolas paradas. “A produção muitas vezes não se transfere pelo resultado do jogo. Eu não lamento isso, o futebol é de conferir a oportunidade quando ela aparece. Nós tivemos as nossas chances, mas a bola parada eu fico muito chateado quando uma equipe minha perde neste tipo de jogada. O tempo é muito escasso para buscar uma marcação muito efetiva. Hoje buscamos a marcação mista, ela vinha dando resultado em cobranças de escanteio, mas na primeira vez que nós erramos, levamos o gol”, explicou.

Confira a classificação da Série B!

Cristian de Souza também comentou sobre os desfalques que o Paraná teve no jogo contra o Juventude e com quais jogadores poderá contar no duelo decisivo contra o Atlético Mineiro, na próxima quarta-feira (31), pela Copa do Brasil. “Vai ter que passar pela reavaliação na segunda-feira. O Renatinho, por exemplo, não veio por que estava muito cansado, com probabilidade alta de lesão. O Léo sentiu a panturrilha, também não tinha condição. Como eu digo, é o jogo a jogo, agora tem que pensar no Atlético, reavaliando os jogadores e levando os que temos em melhores condições para quarta-feira”, destacou.

Agora o Paraná muda seu foco para a principal partida da temporada até agora. Na quarta-feira (31), o Tricolor vai até Belo Horizonte com a vantagem de poder empatar contra o Galo, na Arena Independência, para se garantir nas quartas de final da Copa do Brasil. Isto porque venceu o jogo de ida, no Couto Pereira, por 3×2.