O repórter Jairo Junior, da Rádio Transamérica, e o assessor de imprensa do Paraná Clube, Irapitan Costa, foram detidos e o diretor de futebol do Tricolor, Alex Brasil, alegou ter sido agredido por policiais militares de Santa Catarina durante o empate contra o Criciúma por 1×1, nesta terça-feira (19), no Heriberto Hülse, pela 37ª rodada da Série B. Na sequência, os jornalistas acabaram liberados.

A confusão começou após a expulsão do zagueiro Rodolfo, que reclamou acintosamente contra o árbitro Daniel Nobre Bins de uma falta em Luiz Otávio antes do gol de empate de Léo Gamalho. O diretor paranista teria subido o túnel de acesso ao gramado para retirar o jogador e, como não estava na relação de autorizados a estarem no local, um PM teria começado a empurrá-lo de forma agressiva. O repórter Jairo Junior foi filmar ação, que também envolvia o assessor de imprensa do Paraná, Irapitan Costa, e foi abordado pelo PM, que o deteve, juntamente de seu celular.

“Eu acabei de ser trazido pela Polícia Militar de Santa Catarina para uma sala, tomaram o meu celular porque eu tentei filmar a Policia Militar agindo com truculência contra o assessor de imprensa Irapitan Costa”, disse o repórter durante a transmissão da partida da Rádio Transamérica, que ficou detido ao fim do jogo e não pôde terminar o trabalho de entrevistas.

“O que fizeram conosco e com vocês é triste. O próprio Jairo, que teve a apreensão do material de trabalho. Todas as vezes que a gente vem jogar aqui é sempre assim, um despreparo total da Polícia Militar de Santa Catarina. É uma pena. Eu fui agredido, e agora a gente não pode nem dar queixa, porque eles são daqui e não gera nada. Eu tenho até um hematoma aqui. Infelizmente aqui se faz e aqui se paga”, explicou o diretor Alex Brasil ao repórter Felipe Dalke, da rádio Banda B.

+ Veja a tabela e a classificação da Série B!

Após um período de detenção, o repórter Jairo Junior e o assessor Irapitan Costa foram liberados, mas os celulares ficaram detidos com a Polícia Militar, esta informação é do próprio comentarista da rádio Transamérica, Marcelo Fachinello. “Estamos nos movimentando para dar todo o respaldo, inclusive jurídico, ao repórter Jairo Junior”, declarou Fachinello ainda durante a transmissão. A reportagem tentou contato com a Polícia Militar de Santa Catarina, mas não obteve resposta até o fim desta reportagem.

Ouça o momento em que repórter é detido pela PM:

Confira a versão oficial do repórter Jairo Júnior