enkontra.com
Fechar busca

Paraná Clube

Paraná Clube

Paraná Clube

Confusão

Barraco: Repórter diz que levou cotovelada do técnico do Cianorte

Cristian de Souza, técnico do Leão do Vale, teria dado uma cotovelada no rosto do jornalista após a vitória sobre o Paraná Clube, na Vila Capanema

  • Por Guilherme Moreira
Cristian de Souza afirmou que não agrediu o repórter, mas tem histórico de confusão. Foto: Albari Rosa

O repórter e apresentador Luis Carlos Gomes, conhecido no meio jornalístico como “Martins Neto”, da Cianorte FM, acusou o técnico do Cianorte, Cristian de Souza, de agredí-lo logo após o apito final da vitória por 2×1 do Leão do Vale sobre o Paraná Clube, na quinta-feira (21), na Vila Capanema, pela terceira rodada da Taça Dirceu Krüger. O treinador nega a agressão.

De acordo com o jornalista, assim que a arbitragem finalizou a partida, Cristian de Souza se dirigiu à ponta do banco de reservas do time do interior, do lado contrário ao acesso ao vestiário, e deu uma cotovelada em sua boca. Neto registrou um boletim de ocorrência por lesão corporal no 8º Distrito, da Polícia Civil do Paraná, no bairro Portão.

+ Leia também: Derrota em casa aumenta pressão no Tricolor

Em coletiva de imprensa depois do jogo, o comandante do Cianorte foi questionado sobre o episódio e negou tudo, mesmo confrontado pelo repórter Dorival Chrispim, da rádio Transamérica, que disse ter visto o gesto agressivo.

“Não agredi. Eu saí correndo, vi um monte de gente na minha frente, saí do tumulto e empurrei. Nem vi quem era. Essa é a minha versão”, afirmou.

+ Confira a classificação completa e a tabela de jogos da Taça Dirceu Krüger

Ex-assessor de imprensa do Leão do Vale, entre 2013 e 2018, com uma pequena saída em 2014, Neto disse que ainda cumprimentou e parabenizou os jogadores da equipe depois da vitória, justamente por conhecer alguns deles da época em que trabalhou no clube. Agora, após toda essa situação, ele vai refletir se seguirá cobrindo o time daqui para frente.

Histórico

Ex-treinador do Paraná, em 2017, Cristian de Souza chegou ao Tricolor com um passado polêmico. Quando era técnico do Rio Branco, do Acre, ele foi acusado de agredir três torcedores, em março daquele ano, no estacionamento do estádio Florestão. Eles também registraram um boletim de ocorrência e um deles foi atendido pelo médico da equipe. Souza alegou que apenas se defendeu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

10 Comentários em "Barraco: Repórter diz que levou cotovelada do técnico do Cianorte"


Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
27 dias 11 horas atrás

MMA Ruralzão… kkkkkkkkkkkkkkkk

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
27 dias 11 horas atrás

MMA Rualzão… kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bifur Kassao
Bifur Kassao
27 dias 12 horas atrás

Esse é o naipe do Ruralzão lixo. E ainda tem lunático que acredita que ele, realmente, como torneio. Só para Clube sem calendário relevante, talvez. Bem faz o Athletico: time alternativo só para desmoralizar!

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
27 dias 14 horas atrás

o cara era da radio cianorte, mas se for paranista com certeza estaria tentando bater a carteira do técnico, por isso levou a cotovelada kkk

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
27 dias 11 horas atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Foi pedir papelão pra vender pro técnico e deu no que deu…

Tiago Ribas
Tiago Ribas
27 dias 19 horas atrás

O repórter no minimo xereta!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas