São Paulo – A atleta Natália Falavigna ficou com a medalha de prata dos Jogos Pan-Americanos de Taekwondo, realizados em Buenos Aires. Combalida pelo cansaço após a conquista do Sul-Americano, a lutadora brasileira tropeçou na decisão e perdeu aquele que seria seu quarto ouro internacional em 2006. Agora, ela encerra a temporada em 10 de dezembro, quando poderá assegurar a vaga para os Jogos Pan-Americanos. Basta vencer a seletiva nacional, onde é a grande favorita.

Após a conquista inédita do Mundial da Espanha, em 2005, a lutadora entrou em uma crise particular motivada pela falta de rivais. Na véspera de completar dez meses sem lutar fora do País, período em que participou somente dos Jogos Abertos do Interior, Natália viajou para Dallas, onde disputou o Aberto dos Estados Unidos. Motivada, voltou com a prata. Depois, passou por cinco países diferentes em torneios que tinham por objetivo preparar a seleção brasileira para os Jogos Pan-Americanos. Lutou na Coréia, Bélgica, Holanda, Argentina e Espanha. ?Foi o ano mais profissional que tive?, comentou Natália.

?O desgaste de uma temporada repleta de viagens e de duas competições consecutivas cobrou seu preço. Mas valeu a pena, porque pude observar e estudar potenciais adversárias para o Pan?, disse Natália, referindo-se aos Jogos Sul-Americanos. ?Depois da seletiva vou tirar férias. Após 11 meses de trabalho contínuo, meu corpo já pede descanso?, brincou.