O Atlético, depois de se reabilitar como visitante vencendo bem o América-RN na última rodada, terá a missão de buscar a mesma reabilitação frente à sua torcida contra o ASA, hoje, às 21h50, no Gigante do Itiberê. O Furacão não vence em casa há um mês e neste período foi derrotado pelo Vitória e pelo São Caetano. E, além de deixar para trás os tropeços em Paranaguá, o time pode ter de encarar o pior público do ano nas arquibancadas. Este será o primeiro jogo do Atlético no Litoral no horário das 21h50. Antes disso, o Furacão encarou o Guaratinguetá, em partida iniciada às 21 horas, e com lembranças nada animadoras. Apenas 1.191 pessoas foram ao Caranguejão.

Para tentar passar por cima dos percalços e engrenar uma arrancada na tabela de classificação e uma oportunidade de seguir no comando da equipe, Ricardo Drubscky fez algumas mudanças na escalação. Sem poder contar com Deivid e João Paulo, suspensos, o treinador mudou a defesa. Cléberson deixa a zaga para atuar como volante. Em seu lugar, Luiz Alberto fará companhia a Manoel.

Também por suspensão, Heracles deixou o time e Pedro Botelho, apresentado ontem, mas já treinando com o grupo há algum tempo, fará sua estreia como titular na lateral-esquerda. Mas as alterações não assustam Drubscky, que comemora o número volumoso de jogadores que pode contar.

“[O time] está pronto. Agora é só esperar que aquilo que trabalhamos durante a semana seja acrescentado na qualidade de jogo da nossa equipe. Eu tenho um grupo e conto com ele. São todos fortes e a expectativa é de que possam jogar”, completou.

Mesmo sendo estreante, Pedro Botelho chegou garantindo que está entrosado, mas, além disso, bem interado das necessidades do seu novo time. O jogador já está de olho nos jogos seguintes que o Furacão fará até o fechamento do primeiro turno.

Se conseguir resgatar a força em casa, o time pode terminar esta primeira metade do Brasileirão muito melhor classificado. Dos quatro jogos que ainda tem para fazer antes da virada da tabela, três serão em casa.

“São três vitórias. Temos de pensar como time grande, encarar o ASA e os outros dois só pensando na vitória”, afirmou Botelho.

“O ASA deve vir mais fechado, então espero ajudar os companheiros de ataque. O Atlético vai jogar para vencer, temos que pensar como time grande e sempre buscar os três pontos”, alertou o lateral.