O Coritiba anunciou a contratação do meia-atacante Gabriel no último domingo (12). O jogador de 30 anos foi de promessa à aposta em oito anos e chega ao time do Alto da Glória para recuperar seu futebol.

“A expectativa é a melhor possível, chego pra agregar. A equipe já tem sua espinha dorsal. Vamos fazer um excelente ano e colocar o Coxa nos lugares mais altos”, disse o atleta ao ser apresentado nesta terça-feira (14).

Revelado pelo Bahia, Gabriel estreou no profissional em 2011 e estourou no ano seguinte. Em 2012, ele disputou 55 jogos e marcou 13 gols, conquistando o prêmio de Craque do Estadual. No início de 2013, o Flamengo comprou, com ajuda de investidores, 50% dos direitos econômicos por cerca de R$ 6 milhões.

+ Saiba como assistir aos jogos do Paranaense pelo celular, computador ou Smart TV

No Fla, contudo, a expectativa não se tornou realidade. O atacante fez 205 partidas em cinco anos e balançou a rede em 22 oportunidades. Nesse período, ele foi titular em aproximadamente 70% das partidas. Mesmo sem convencer, Gabriel teve seu contrato renovado por dois anos no final de 2017 pelo “custo-benefício”, mas não vestiu mais a camisa rubro-negra.

No clube carioca, Gabriel conviveu com o goleiro Alex Muralha. Agora, o atacante reencontra o parceiro de treinos no Coxa. “O Muralha é sensacional, merece o que está vivendo e passou por momentos ruins, e comigo foi igual. Preciso buscar a confiança do treinador, conquistar o torcedor e buscar títulos”, frisou.

Polêmica e denúncia

No ano seguinte, ele foi emprestado ao Sport. Com a camisa do Leão, o atleta disputou 47 partidas e marcou seis gols. A diretoria pernambucana queria a permanência dele para 2019, mas o jogador se rebelou e denunciou o clube à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O Sport foi rebaixado na Série A em 2018, e Gabriel fez uma denúncia ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) devido à falta de pagamentos de salários. Ele cobrava R$ 900 mil por atrasos de agosto a dezembro daquele ano.

Em abril do ano passado, o STJD puniu o Leão com a perda de três pontos e R$ 4,5 mil de multa. Dessa forma, o Sport caiu uma posição na tabela, de 17º para 18º, o que não interferiu em nada na classificação final.

Suspensão

O caso ainda teve mais um capítulo quatro meses depois. Em agosto, o STJD suspendeu o meia-atacante por 120 dias. Ele foi denunciado no art. 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e recebeu a punição por não ter arcado com os custos processuais de R$ 2 mil da ação contra o Sport pela falta de fair-play financeiro.

No ano passado, contudo, Gabriel jogou pelo Kashiwa Reysol, do Japão, e passou imune pela punição. De acordo com o STJD, ele teria que cumprir a pena quando retornasse ao futebol brasileiro, mas o Coritiba disse que a situação está resolvida. Em terras asiáticas, o jogador marcou um gol em 22 partidas.

Veja trecho da entrevista de Gabriel no Coxa:

+ Quer assistir aos jogos do Paranaense ao vivo? Assine a DAZN com 30 dias grátis

+ Mais do Coxa:

+ Coritiba vai transmitir os jogos do Campeonato Paranaense em seus canais oficiais
+ Lateral-direito chega ao Coritiba para brigar por vaga com joia da base
+ Coxa encaminha acerto com o atacante Sassá, do Cruzeiro