O Coritiba pediu à CBF que o árbitro catarinense Braulio da Silva MachadoBraulio da Silva Machado não apite mais jogos do time neste Brasileirão. O juiz, que trabalhou na derrota da equipe para o Corinthians, na última quarta-feira (19), em São Paulo, irritou a diretoria coxa-branca ao marcar um pênalti inexistente na visão do clube, além de mandar repetir a cobrança defendida pelo goleiro Wilson.

De acordo com o Coxa, as imagens não deixam claro que o arqueiro estava com os dois pés fora da linha no momento da batida. O próprio Wilson – que parou o atacante Jô duas vezes – chegou a ironizar o árbitro perguntando se ele repetiria a cobrança uma terceira vez.

No ofício assinado pelo presidente Samir Namur, o Alviverde também requisitou as imagens da cabine do VAR nos lances da marcação e da cobrança da penalidade máxima. O Coritiba citou ainda que foi prejudicado por outras decisões do árbitro, o que minou a atuação do time.

+ Cristian Toledo: Calendário 2021: CBF e federações sapateiam na cara da sociedade

O documento, enviado nesta quinta (20), foi direcionado ao presidente da comissão de arbitragem, Leonardo Gaciba, e ao diretor-geral de competições, Manoel Flores.

+ Mais do Coxa:

+ Jorginho é o favorito da diretoria e pode voltar ao Coritiba
+ O trabalho contestado de Pastana na temporada 2020
+ Coritiba demite Barroca e Pastana após novo tropeço


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?