O Coritiba já estipulou um preço para negociar o lateral-direito Yan Couto, destaque da seleção brasileira sub-17 na campanha do título mundial, no mês passado. De acordo com o presidente Samir Namur, o clube aceitaria uma oferta na casa de 5 milhões de euros — cerca de R$ 23 milhões — pelo jogador.

Caso a negociação se concretize, Samir garante que o valor “arrumaria a casa” do Coxa para a temporada na Série A em 2020. “Se o Coritiba fizer uma negociação desse patamar hoje, nós arrumamos a casa. O Coritiba vai zerado para a Série A com potencial muito bom de fazer um elenco forte com a receita que vai entrar”, afirmou o dirigente.

VOCÊ VIU?: Confira na íntegra a entrevista com Samir Namur

O negócio, aliás, pode não estar tão distante assim. O empresário do lateral, Marcelo Robalinho, está em Curitiba nesta quarta-feira (4) para tratar da renovação de contrato, que vai até dezembro de 2020. E deve trazer propostas de clubes europeus.

+ IMPERDÍVEL: Confira o podcast De Letra sobre os artilheiros do Trio de Ferro!

“Existem várias sondagens, várias propostas, de grandes clubes da Europa para chegar pelo Yan Couto… O agente dele, na verdade, vai trazer propostas por ele hoje. E se o valor nos agradar é possível, sim, que uma negociação seja feita… Algo aí em torno de 5 milhões de euros pelo menos. Dependendo do clube, da negociação, o Coritiba ficaria com 20%, negociaria alguns bônus”, explicou Samir.

+ Leia mais: Coritiba pode ter o retorno de peças importantes pra 2020

Como completa 18 anos apenas em junho, Yan Couto permaneceria no Coritiba pelo menos até a data, já que não pode ser negociado antes da maioridade. O presidente coxa-branca não descarta, porém, que ele permaneça até o fim da temporada em caso de uma negociação para o exterior.