A noite do último sábado foi turbulenta pelos lados do Alto da Glória. Após a derrota por 2×0 para o CRB, a quarta consecutiva nesta Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Umberto Louzer acabou sendo demitido pela diretoria do Coritiba. O executivo de futebol, Rodrigo Pastana, foi o responsável por anunciar a saída do treinador, alegando que não havia mais clima para o comandante.

“A gente já tinha isso em mente caso a vitória não viesse. Futebol é resultado. A decisão tinha que ser tomada, pois não poderíamos mais nos prejudicar dentro do campeonato”, disse o dirigente, em entrevista coletiva no Couto Pereira. Louzer foi o técnico que ficou mais tempo no Coritiba sob a gestão do presidente Samir Namur. Foram seis meses e meio no cargo, com 13 vitórias, nove empates e oito derrotas.

+ Confira a tabela e a classificação da Série B!

O jejum de vitórias e a queda do Coxa na tabela de classificação pesaram para que o técnico fosse mandado embora. O Verdão chegou a brigar pela liderança da Segundona e agora é o oitavo colocado. “O torcedor está correto em protestar. Vínhamos embalado, mas, agora são quatro derrotas seguidas. Tenho certeza que vamos encontrar o caminho novamente e vamos subir pra Série A”, frisou Pastana.

A diretoria do Coritiba deve se reunir novamente neste domingo para definir o nome do novo técnico. O treinador deve já estrear no comando da equipe no próximo sábado, diante do América-MG, no Couto Pereira. O nome mais cotado até o momento é o de Lisca, que já trabalhou com Rodrigo Pastana no Paraná Clube em 2017. Na ocasião, o treinador conquistou quatro vitórias, três empates e apenas uma derrota em sua rápida e intensa passagem na Série B. O seu último trabalho foi no Ceará. Ele acabou sendo demitido do Vozão em abril, após perder o título estadual para o Fortaleza. O que pode impedir um acerto é a saída pra lá de tensa do Tricolor, que inclusive envolveu Pastana.