A Conmebol anunciou nesta quinta-feira (2) que irá adiantar até 60% dos pagamentos relativos a direitos de participação para os clubes que disputam a fase de grupos da Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana.

+ Confira a tabela da Libertadores da América

Segundo a entidade, a solicitação desses adiantamentos deverá ser feita pelas federações nacionais e servirá para mitigar o impacto financeiro da pausa do futebol, ocasionada pela pandemia do coronavírus.

“Situações como essa exigem respostas rápidas e excepcionais, com o objetivo tanto de preservar a saúde da grande família do futebol sul-americano quanto para reduzir, na medida do possível, o impacto econômico da interrupção das competições”, disse o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, em carta destinada aos presidentes das federações sul-americanas.

Também nesta quinta, a entidade que comanda o futebol no continente aprovou o balanço referente ao exercício de 2019, auditado pela PwC. Em reunião realizada por videoconferência, a Conmebol informou o faturamento de US$ 509 milhões (R$ 2,65 bilhões) no ano passado, um crescimento de 146% na comparação com o exercício de 2015, quando a administração de Alejandro Domínguez assumiu o poder.

A confederação ainda anunciou a criação de um fundo de reserva no valor de US$ 27 milhões (aproximadamente R$ 142 milhões), que servirá para situações emergenciais ou demandas apresentadas pelo conselho da entidade, formado pelos presidentes das dez associações que compõem a Conmebol.

Não há sinal, pelo menos por enquanto, de que este fundo será utilizado imediatamente na redução do impacto causado pela pandemia.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico 3×0 Boca: Um título sem troféu
+ Reforço do Athletico vira pivô de briga entre Atlético Nacional e Santos na Fifa
+ Personagem de polêmica entre Athletico e Botafogo deixa o Furacão