Mais uma vez os clubes paranaenses estão se mobilizando para mudar o futebol local. Na última terça-feira (5), dirigentes dos 12 clubes da primeira divisão do Estadual, além do presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, e do diretor de Direitos Desportivos do Grupo Globo, Fernando Manuel Pinto, se reuniram na Arena da Baixada.

Do Trio de Ferro, estiveram presentes o presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, Mario Celso Petraglia, o presidente do Paraná Clube, Leonardo Oliveira, e o vice-presidente do Coritiba, Eduardo Bastos de Barros, no lugar do presidente Samir Namur, que não foi ao encontro.

+ Leia também: Morre, aos 72 anos, o ex-goleiro Jairo, lenda do Coxa

Entre os assuntos, foi discutido uma nova fórmula de disputa e também questão de transmissão de televisão. Na reunião, foi definida uma comissão que cuidará destas questões, que será formada por representantes de Furacão, Coxa, Tricolor, Operário e Rio Branco, com coordenação da FPF.

+ Mais na Tribuna: Furacão aparece entre os 100 clubes mais poderosos do mundo

“Estamos caminhando para a criação de uma entidade, com a participação da Federação, para buscarmos um modelo para que o nosso campeonato seja enriquecido de alguma forma. O modelo atual é deficitário. O Athletico esteve fora das transmissões, já há alguns anos, e jogando com o time alternativo. Voltou agora para o contrato da televisão, já dentro de uma visão de compartilhamento de esforços para melhorarmos o campeonato. Com certeza, com essa união e esse trabalho, buscaremos novos caminhos e o produto vai melhorar”, afirmou Petraglia.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

“Acredito que foi uma boa reunião, já discutindo o Campeonato Estadual para o ano que vem. O momento está sendo de união e de buscarmos o que é melhor para o futebol do Paraná. Foi dado um passo muito importante e tenho certeza que vamos avançar bastante”, completou Cury.

Copa Sul

Outro tema abordado entre os clubes é a possível voltar da Copa Sul, torneio regional que foi disputado em 1999 e que entre 2000 e 2002 passou a ser a Copa Sul-Minas. A ideia foi bem aceita por todos os participantes e, a partir de agora, cabe à Federação Paranaense de Futebol entrar em contato com dirigentes da Federação Gaúcha de Futebol e Federação Catarinense de Futebol.

+ Problema: Tricolor pode ficar sem a grana da venda de Jhonny Lucas

Inclusive, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já está ciente do interesse dos times e seria a responsável pela organização, assim como é a Copa do Nordeste, que faz parte do calendário do futebol brasileiro, e ao contrário da Primeira Liga, que foi disputada entre 2016 e 2017.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!