A Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (USP) é palco, desde ontem, de duas das principais competições aquáticas da América do Sul – Campeonato Brasileiro e Sul-americano de Canoagem Velocidade. O Norte Pioneiro do Paraná, é representado por 16 atletas da Associação Ribeirão-Clarense de Canoagem (Arcca).

Em virtude dessas competições, estão reunidos em São Paulo os melhores atletas brasileiros, argentinos, chilenos, uruguaios e venezuelanos das categorias Cadete e Júnior. De acordo com a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), entidade nacional de administração do desporto, os atletas brasileiros que participam do Sul-Americano serão selecionados a partir dos dois primeiros dias de competição.

No feminino, o destaque fica por conta da atleta Luana Rech, que vem sendo muito elogiada pelo técnico da seleção feminina, Álvaro Koslowsky. ?Apesar de ainda não possuir nenhum resultado expressivo, pelo pouco tempo que está treinando, já percebemos que o potencial de Luana é enorme?, comentou.

No masculino, a sensação brasileira é Gilvan Ribeiro, de apenas 17 anos e vencedor de duas medalhas de ouro – K1 1.000m e K1 500m, ambas na categoria júnior – no último Pan-Americano de Canoagem Velocidade, que aconteceu em setembro no México.