Vindo de três derrotas seguidas (por Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores), o Atlético precisa voltar a vencer para fugir das cobranças, que aumentam a cada jogo. Por isso, mesmo dentro de uma maratona de partidas que vem acontecendo desde junho e vai até agosto, o técnico Eduardo Baptista não cogita poupar ninguém no duelo contra a Chapecoense, domingo (9), às 11h, na Arena Condá, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“A ideia é ir com força máxima possível. Temos tempo hábil para recuperar os atletas. Gosto de estar sempre observando. Hoje (sexta-feira) será o primeiro treino com grupo todo. Fizemos algumas observações nesse último jogo e vamos testar agora pra ver o melhor time que podemos colocar contra a Chapecoense”, afirmou o treinador.

E neste ‘melhor time’, deve se confirmar a volta do zagueiro Wanderson, que cumpriu suspensão na derrota por 3×2 para o Santos, pela Libertadores, e existe a possibilidade da volta do lateral-direito Jonathan, que ficou no banco na quarta-feira (5), por ainda não estar totalmente recuperado de uma lesão muscular.

“Ele já treinou ontem (quinta-feira) quase que normalmente. Ainda tem um receio, é um lateral que cruza bastante e o músculo adutor é bem exigido. Acredito que hoje e amanhã (sábado) isso deve estar solucionado. O Cascardo fez um bom jogo, não há preocupação nesse setor, estamos bem servidos. Gostei do que ele fez, tem ainda que ter a tranquilidade, a ansiedade de se fazer o certo, mas ele foi muito determinado no que propusemos a ele fazer”, disse o comandante rubro-negro, mantendo no ar uma dúvida entre Jonathan e Cascardo.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

Assim, o Atlético deve ir a campo com Weverton; Jonathan (Cascardo), Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González, Nikão e Douglas Coutinho; Ederson.