Foram três gols em três partidas. O atacante Pablo vive grande momento no Atlético e vai se mostrando como peça fundamental para o time. Entre os jogadores do atual elenco, o atleta já é o segundo artilheiro, com 18 gols marcados pelo Furacão e só fica atrás de Ederson, que já assinalou 43 gols pelo Rubro-Negro. Neste ano, Pablo balançou as redes adversárias, consecutivamente, contra o São Paulo, pela Copa do Brasil, o Newell’s Old Boys, pela Sul-Americana, e a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro.

No ano passado, o jogador enfrentou problemas pessoais e chegou a se afastar dos gramados por um período para cuidar da saúde do pai. Agora, o atleta está feliz em ter a chance de voltar a mostrar o seu futebol.

“Eu só tenho a agradecer ao clube e ao Fernando Diniz, que sempre confiaram no potencial, e aos meus companheiros, que me ajudaram nos momentos difíceis que passei em 2017”, comentou Pablo.

O atacante é “cria” do Atlético. Ele começou a carreira nas categorias de base do clube e estreou como profissional em 2011. Em 2013, defendeu o Figueirense e devido ao bom desempenho, foi para a Espanha jogar no Real Madrid B. O jogador também teve passagem pelo Cerezo Osaka, do Japão. Pablo voltou ao Furacão em janeiro de 2016 e soma 124 jogos pelo Furacão.

Testado por Fernando Diniz, Pablo atuou nos últimos dois jogos em funções diferentes no ataque do Rubro-Negro, mas em todas as oportunidades foi escolhido como o “homem de referência” no time.

“O Fernando Diniz sabe as posições em que eu posso jogar e já conversou comigo sobre isso. Então, estou feliz com a confiança que ele me passa e com a maneira que a equipe joga, o que facilita para todos os jogadores”, falou o camisa 92.

Buscando confirmar a boa fase, o Atlético enfrenta o São Paulo, no Morumbi, nesta quinta-feira (19), às 19h15. A partida é decisiva e vale vaga para as oitavas de final da Copa do Brasil. Este será o jogo de volta da quarta fase da competição e como venceu por 2 a 1, em Curitiba, o empate já credencia o time para avançar na disputa. Porém, ainda que esteja na frente no placar agregado, o atacante destaca que o Atlético vai para a partida com as mesmas características ofensivas que vem demostrando até agora.

“Mesmo com a vantagem, não podemos abrir mão de nosso estilo, porque treinamos assim. Estamos há mais de três meses trabalhando desta maneira e precisamos impor nosso jogo e nosso ritmo, mesmo estando fora de casa e com uma pequena vantagem”, finalizou o artilheiro.