Grêmio na Libertadores, Flamengo na Sul-Americana, Botafogo contra o Palmeiras, São Paulo contra o Coritiba, Bahia e Chapecoense, Atlético-MG contra o Corinthians, Vasco diante do Cruzeiro… Quase todos os jogos deste domingo (26) e do meio da semana interessam ao Atlético. É possibilidade de G8, G9, luta por um difícil G7 no Campeonato Brasileiro, secar os rivais diretos na classificação, fazer as contas para saber o que pode acontecer na última rodada… Mas o Furacão sabe que nada disso importa se o time não sair da Ressacada com uma vitória sobre o Avaí, às 17h.

Se não há chavão mais esfarrapado de que “toda partida é decisiva”, no caso rubro-negro é. Para ir à calculadora, para puxar a papelada e estudar a classificação do Brasileirão, é obrigação derrotar uma das equipes que luta desesperadamente para escapar do rebaixamento. Não há outra solução. Empate ou derrota em Florianópolis encerram as possibilidades atleticanas, mesmo que Grêmio e Flamengo deem aquela colaborada e o campeonato classificar nove equipes para a Libertadores.

“Será uma decisão para nós e para eles, pela situação em que os times se encontram”, resumiu o lateral Jonathan. Mas há a convicção de que não é apenas a força do Atlético que levará o time a mais uma competição continental. “Não depende só de nós, mas temos que fazer a nossa parte. A equipe está focada em fazer dois grandes jogos na reta final para conquistar essa vaga se os outros resultados ajudarem”, admitiu Lucas Fernandes.

Mesmo assim, o Furacão não quer se ligar no que estiver acontecendo nas outras partidas do Brasileirão. “Sabemos da dificuldade para conquistar essa vaga, mas estamos confiantes. Se fizermos nosso dever nestes dois jogos, temos chances. Não será fácil, mas nossa esperança será até o final”, afirmou Jonathan. “Ganhando os dois jogos, creio que vamos conquistar uma vaga para a Libertadores, que é o grande objetivo da equipe”, completou Pavez, que volta ao time depois de cumprir suspensão na vitória sobre o Vasco.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

A volta do chileno é certa, assim como Nikão e Guilherme estão fora – machucados, nem seguiram para Florianópolis. Fabiano Soares, como de praxe, esconde o jogo, mas deve começar com Douglas Coutinho mais avançado, com Lucas Fernandes, Pablo e Felipe Gedoz (ou Sidcley) no meio. No seu estilo, o treinador resolveu filosofar para dizer que não se preocupa com a situação adversária. “O Avaí não está nessa situação por culpa nossa e nem vai cair por causa desse jogo”, finalizou.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
2º Turno – 37ª Rodada

Avaí x Atlético

Avaí
Douglas; Maicon, Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Pedro Castro e Marquinhos; Maurinho, Júnior Dutra (Luanzinho) e Rômulo (Lourenço).
Técnico: Claudinei Oliveira

Atlético
Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Fabrício; Pavez, Lucho González, Lucas Fernandes, Felipe Gedoz (Pablo) e Sidcley; Douglas Coutinho.
Técnico: Fabiano Soares

Local: Ressacada (Florianópolis-SC)
Horário: 17h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)