enkontra.com
Fechar busca

Atlético

Atlético Paranaense

Atlético Paranaense

Cansaço pegou

Jogadores do Atlético dizem estar no sacrifício e apostam no fator Arena na final

Furacão admitiu que não foi bem no jogo contra o Junior Barranquilla, mas confia na conquista do título em casa

  • Por Luiz Ferraz

Barranquilla (Colômbia) – Um sentimento de alívio, mas sem relaxamento algum, tomou conta dos jogadores do Atlético depois do empate em 1×1 diante do Junior Barranquilla, na noite de quarta-feira (5), no estádio Roberto Meléndez, na Colômbia, no primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana. Mesmo que não tenha nada ganho, o Furacão sabe que o resultado colhido fora de casa foi importante para, na quarta-feira (12), na Arena da Baixada, buscar uma vitória simples e garantir o título do torneio internacional.

+ Leia também: Tiago Nunes admite que Furacão foi dominado na Colômbia

“Ao meu ver foi um jogo bom. É final de temporada. Se perguntar, a maioria não está 100%. Mas é hora de ir para o sacrifício. Foi um jogo difícil, o time deles é muito bom, sabe jogar essa competição. Fizemos um bom jogo, mas tomamos o gol muito rápido e tivemos que segurar até o final do jogo. Foi um resultado bom porque lá na Arena a gente é muito forte”, declarou o meia Raphael Veiga.

Raphael Veiga disse que cansaço atrapalhou o Furacão. Foto: Albari Rosa

Raphael Veiga disse que cansaço atrapalhou o Furacão. Foto: Albari Rosa

Apesar de precisar de uma vitória simples para ser campeão, desde já os jogadores do Rubro-Negro pregam cautela para a partida de volta. “O Junior não chegou à final por acaso. Demonstrou porque está na final. Tem um excelente time. Temos que respeitar, ter humildade. Não tem nada ganho, mas em casa que manda somos nós e vamos ter o apoio da nossa torcida”, emendou o volante Wellington.

+ Mais na Tribuna: Festa, ansiedade e confiança. A saga da torcida do Atlético na final

Do lado do Atlético, o volante Bruno Guimarães foi o melhor jogador no primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. Para ele, no entanto, o Furacão teve um primeiro tempo abaixo da média e conseguiu melhorar no segundo tempo.

“No primeiro tempo a gente deixou muito a desejar. Ficamos muito sem a bola e não encaixamos nenhum contra-ataque. Mas no segundo tempo foi bom e agora é focar no jogo da Arena”, pontuou ele, que ganhou a vaga de Wellington e foi titular diante do Junior Barranquilla.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

“Fico feliz por ter jogado. Tenho total apoio do Tiago (Nunes, técnico), todos gostam de mim. Então é chegar lá e jogar”, concluiu o volante rubro-negro.

Cansaço

A delegação do Atlético, duas horas depois do final da partida, pegou o avião fretado em Barranquilla rumo a Curitiba. No entanto, o Furacão terá praticamente uma semana para recuperar seu grupo para a partida de volta. Enquanto isso, o Junior Barranquilla encara o primeiro jogo da final do Campeonato Colombiano diante do Independiente Medelín, neste sábado (8), em Barranquilla.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

2 Comentários em "Jogadores do Atlético dizem estar no sacrifício e apostam no fator Arena na final"


General
General
11 dias 20 horas atrás

Raphael Veiga não está jogando nada faz tempo…. tem que ser substituído pelo Marcinho….

Nero Psicofezico
Nero Psicofezico
11 dias 22 horas atrás

Temos que aproveitar o fator Arena e o fato dos colombianos terem uma partida (supostamente desgastante) pelas finais do Campeonato Colombiano e terem que viajar cerca de 9 horas, enquanto o Furacao estara descansado.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas