enkontra.com
Fechar busca

Atlético

Atlético Paranaense

Atlético Paranaense

Cansaço pegou

Jogadores do Atlético dizem estar no sacrifício e apostam no fator Arena na final

Furacão admitiu que não foi bem no jogo contra o Junior Barranquilla, mas confia na conquista do título em casa

  • Por Luiz Ferraz

Barranquilla (Colômbia) – Um sentimento de alívio, mas sem relaxamento algum, tomou conta dos jogadores do Atlético depois do empate em 1×1 diante do Junior Barranquilla, na noite de quarta-feira (5), no estádio Roberto Meléndez, na Colômbia, no primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana. Mesmo que não tenha nada ganho, o Furacão sabe que o resultado colhido fora de casa foi importante para, na quarta-feira (12), na Arena da Baixada, buscar uma vitória simples e garantir o título do torneio internacional.

+ Leia também: Tiago Nunes admite que Furacão foi dominado na Colômbia

“Ao meu ver foi um jogo bom. É final de temporada. Se perguntar, a maioria não está 100%. Mas é hora de ir para o sacrifício. Foi um jogo difícil, o time deles é muito bom, sabe jogar essa competição. Fizemos um bom jogo, mas tomamos o gol muito rápido e tivemos que segurar até o final do jogo. Foi um resultado bom porque lá na Arena a gente é muito forte”, declarou o meia Raphael Veiga.

Raphael Veiga disse que cansaço atrapalhou o Furacão. Foto: Albari Rosa

Raphael Veiga disse que cansaço atrapalhou o Furacão. Foto: Albari Rosa

Apesar de precisar de uma vitória simples para ser campeão, desde já os jogadores do Rubro-Negro pregam cautela para a partida de volta. “O Junior não chegou à final por acaso. Demonstrou porque está na final. Tem um excelente time. Temos que respeitar, ter humildade. Não tem nada ganho, mas em casa que manda somos nós e vamos ter o apoio da nossa torcida”, emendou o volante Wellington.

+ Mais na Tribuna: Festa, ansiedade e confiança. A saga da torcida do Atlético na final

Do lado do Atlético, o volante Bruno Guimarães foi o melhor jogador no primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. Para ele, no entanto, o Furacão teve um primeiro tempo abaixo da média e conseguiu melhorar no segundo tempo.

“No primeiro tempo a gente deixou muito a desejar. Ficamos muito sem a bola e não encaixamos nenhum contra-ataque. Mas no segundo tempo foi bom e agora é focar no jogo da Arena”, pontuou ele, que ganhou a vaga de Wellington e foi titular diante do Junior Barranquilla.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

“Fico feliz por ter jogado. Tenho total apoio do Tiago (Nunes, técnico), todos gostam de mim. Então é chegar lá e jogar”, concluiu o volante rubro-negro.

Cansaço

A delegação do Atlético, duas horas depois do final da partida, pegou o avião fretado em Barranquilla rumo a Curitiba. No entanto, o Furacão terá praticamente uma semana para recuperar seu grupo para a partida de volta. Enquanto isso, o Junior Barranquilla encara o primeiro jogo da final do Campeonato Colombiano diante do Independiente Medelín, neste sábado (8), em Barranquilla.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

2 Comentários em "Jogadores do Atlético dizem estar no sacrifício e apostam no fator Arena na final"


General
General
2 meses 16 dias atrás

Raphael Veiga não está jogando nada faz tempo…. tem que ser substituído pelo Marcinho….

Nero Psicofezico
Nero Psicofezico
2 meses 16 dias atrás

Temos que aproveitar o fator Arena e o fato dos colombianos terem uma partida (supostamente desgastante) pelas finais do Campeonato Colombiano e terem que viajar cerca de 9 horas, enquanto o Furacao estara descansado.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas