Talvez nem o mais otimista torcedor do Atlético poderia imaginar que o clube, depois do péssimo início de Campeonato Brasileiro, estaria lutando por uma vaga na Libertadores já no começo do segundo turno da competição. O Furacão já foi lanterna, ficou afundado na zona de rebaixamento por muitas rodadas, mas confirmou, na goleada por 4×1 diante do Bahia, domingo, na Arena da Baixada, que pode sim alçar voos mais altos na disputa da competição nacional.

A expectativa para o duelo contra o Bahia era grande. Três dias antes, diante do Santos, apesar da derrota por 1×0 e da eliminação na Libertadores, o Rubro-Negro fez sua melhor apresentação na temporada. O bom futebol apresentado no litoral paulista se estendeu para a Arena da Baixada e o time conseguiu, diante do tricolor baiano, emplacar sua quarta vitória seguida no Brasileirão.

“Todo mundo está de parabéns. A gente vem demonstrando um bom futebol há vários dias, fizemos um grande esforço em Santos, perdemos alguns jogadores, mas os que entraram demonstraram que podem jogar. Estou feliz porque ganhamos, e ganhamos bem”, apontou o técnico Fabiano Soares.

O treinador talvez seja um dos principais responsáveis pela retomada do bom momento do Atlético na temporada. Desconhecido até então e com rejeição por parte da torcida, o comandante atleticano está conseguindo dar sua cara para o time, que finalmente tem conseguido, durante os últimos jogos, vencer e convencer.

“O grupo está assimilando o trabalho, aceitando minhas ideias. Os jogadores estão se atrevendo a fazer coisas. Desde que cheguei eu disse que tínhamos que cortar a sangria de gols, tomávamos muitos gols. Hoje, eles deram um ataque e fizeram o gol. Mas, conseguimos ter tranquilidade, apesar da pressão da torcida, conseguimos o nosso caminho jogando simples e sendo objetivos. Estou feliz porque as instruções estão entrando, os jogadores estão crescendo taticamente”, acrescentou ele.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

As boas atuações recentes do Furacão e as quatro vitórias seguidas no Brasileirão parecem ter embalado a equipe. Mais confiante, o Rubro-Negro tem conseguido realizar boas partidas tanto dentro quanto fora de casa e voltou a ser forte jogando na Arena da Baixada. A confiança em alta é, para o meia Nikão, o diferencial na conquista dos últimos bons resultados.

“Fico feliz de as coisas estarem acontecendo. Quando você está com mais confiança, arrisca um pouco mais, tem a confiança de dar um drible e fazer uma jogada. O jogador sem confiança, por mais que ele tente, vai errar. A gente não chegou a lugar nenhum ainda. Tem mais 18 jogos ainda para provar que merece mais uma chance na Libertadores”, concluiu o camisa 11 atleticano.