Na tentativa de fazer a Arena da Baixada lotar nesta reta final da temporada, o Atlético divulgou um vídeo nesta quinta-feira (11), afirmando que a festa no estádio está liberada, com direito a bateria de torcida organizada.

+ Leia também: Furacão rejeita proposta de R$ 550 milhões por transmissão do Brasileirão

Porém, o clube ressaltou que a liberação só acontecerá se a Os Fanáticos sair do setor Buenos Aires inferior e ir para o setor Coronel Dulcídio superior. O pedido, segundo o Furacão é uma questão comercial.

“A necessidade de que o acesso da torcida organizada seja feito pela Coronel Dulcídio, e não pelo boulevard, não é uma definição do Clube, mas sim do mercado. Apesar de sabermos que a torcida organizada é uma peça chave para catalisar a energia de todos os torcedores, sua presença no entorno do estádio, especialmente em momentos de maior euforia, afasta o interesse de novos investidores. Infelizmente, é fato que a concentração da torcida organizada na frente do estádio eleva estatísticas de brigas e outros comportamentos violentos ou impróprios”, diz parte da nota oficial.

+ Mais na Tribuna: Atlético acerta com jovem revelação paulista

A tentativa de trocar a organizada de lugar não é atual. Recentemente, clube e Os Fanáticos já haviam entrado em um acordo para que a facção ficasse no setor Coronel Dulcídio inferior, só que o Rubro-Negro recuou e ofereceu o lado superior da Coronel Dulcídio, o que foi recusado pela organizada, que garantiu que no duelo contra o Sport, no próximo domingo (14), às 19h, seguirão no setor Buenos Aires.

Confira a nota completa do Atlético:

O Atlético Paranaense se propõe a ir sempre além, com a ambição de conquistar os maiores títulos e brigar em condição de igualdade com qualquer outro clube. Para tornar realidade essa ambição, a busca por novas e melhores negociações comerciais é essencial.

Hoje, o maior potencial para alavancar novas receitas está diretamente relacionado ao boulevard do Estádio Joaquim Américo. Mas, para fazer do boulevard um ambiente comercial saudável e rentável, é preciso que este seja um local seguro e familiar.

A necessidade de que o acesso da torcida organizada seja feito pela Coronel Dulcídio, e não pelo boulevard, não é uma definição do Clube, mas sim do mercado. Apesar de sabermos que a torcida organizada é uma peça chave para catalisar a energia de todos os torcedores, sua presença no entorno do estádio, especialmente em momentos de maior euforia, afasta o interesse de novos investidores. Infelizmente, é fato que a concentração da torcida organizada na frente do estádio eleva estatísticas de brigas e outros comportamentos violentos ou impróprios.

Por isso, contamos com a compreensão de todos para que possamos retomar a energia da torcida de forma saudável, que não comprometa os objetivos comerciais do Clube. Afinal, eles são fundamentais para a evolução do Atlético Paranaense como instituição e como marca, mas acima de tudo como um time de futebol com potencial para estar sempre entre os maiores do Brasil e do continente.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!