Ao consolidar a marca dos cem jogos no comando do Athletico, o técnico Tiago Nunes teve motivos extras para comemorar a vitória de virada por 2×1 em cima do Fluminense, no Maracanã. Na última quinta-feira, o Furacão bateu o time carioca pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O cenário não poderia ter sido outro, já que no templo do futebol brasileiro, e sob a batuta de Nunes, o Furacão tem momentos inesquecíveis, como a conquista para a vaga na final da Sul-Americana de 2018 e para a semifinal da Copa do Brasil deste ano.

Emocionado por ter alcançado tantas marcas importantes no Rubro-Negro, o treinador atleticano se disse um privilegiado por fazer parte de uma probabilidade rara de sucesso. “Atingir essa marca de 100 jogos, não tem explicação. Eu sou 00000,1% na estatística daquele cara que saiu de um lugar distante, não jogou bola e conseguiu chegar”, falou o técnico, que relembrou de sua difícil trajetória.

+ Leia mais: Madson divide com os companheiros os méritos da vitória do Athletico

“Hoje foi um dia de muita retrospectiva, muito pensamento, avaliação, agradecimento. Sou abençoado porque passei por muitos lugares para chegar ao Athletico e tudo faz sentido, passaria por tudo de novo”, disse. Nunes acumula na equipe um Campeonato Paranaense, a Sul-Americana 2018, a Levain Cup 2019 e a Copa do Brasil deste ano. Se os títulos e o número de partidas em que esteve à frente do Athletico por si só chama a atenção, o fato da celebração da marca no lendário estádio do Maracanã é ainda mais diferenciada.

“Tenho algo especial com esse estádio. Temos aqui apenas uma derrota contra o Flamengo, e que perdemos nos minutos finais, mas não poderia ser melhor, coincidência, estar aqui nos 100 jogos, vencer o Fluminense. Um panorama maravilhoso em uma data festiva”, disparou.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

No ano passado, o Athletico despachou o Fluminense da Sul-Americana e se garantiu na final em pleno Maracanã, e neste ano, a ‘vítima’ dentro do estádio foi o Flamengo, que abriu espaço para o Furacão ir às semifinais da Copa do Brasil. Tendo cada vez mais projeção no cenário nacional, o técnico, mais uma vez, garantiu que todos os seus esforços, até o fim do ano, estão concentrados no Athletico. Falando sobre suas aspirações, o comandante deixou claro que quer dar um passo de cada vez.

“Meu próximo objetivo é o Palmeiras. Eu consegui chegar a um time de Série A, rompi muros. Agora é viver um jogo por vez. Até o dia 8 de dezembro estou vivendo o Athletico e depois a gente senta para ver o que acontece em 2020”, arrematou.