Adversário do Athletico nas oitavas de final da Libertadores, o Boca Juniors segue apenas treinando, uma vez que o calendário argentino é nos moldes europeus e, por isso, os Xeneize estão em pré-temporada. Porém, nem isso faz o técnico Gustavo Alfaro achar que o Furacão é o favorito pro duelo.

O treinador elogiou o Rubro-Negro e disse que o time mostrou potencial para ser um dos mais duros concorrentes ao título da competição continental, mas ressaltou que o favoritismo sempre estará a favor do Boca.

+ Leia também: Amistoso contra o Cerro Porteño pode ser a despedida de Paulo André

“A vantagem que eles têm é que chegam com um ritmo competitivo que nós não temos. Eu acredito que nenhuma equipe é favorita contra o Boca. Boca é Boca, tem sua história além do presente. Temos um adversário que tranquilamente poderíamos enfrentar nas semifinais, pelo nível e capacidade que tem. Das oitavas de final. “, afirmou o comandante argentino.

Pela fase de grupos da Libertadores, Athletico e Boca se enfrentaram duas vezes. Na Arena, o Rubro-Negro passou por cima e venceu por 3×0. Já na Bombonera, o adversário levou a melhor e ganhou por 2×1, mas em um confronto repleto de polêmicas, com um gol dos argentinos em impedimento e um pênalti não marcado para os atleticanos.

+ Mais na Tribuna: Furacão contrata volante revelação do Vitória

Situações ignoradas por Alfaro, que preferiu destacar que seu time aprendeu a jogar no campo do adversário e que agora a história será diferente.

Nós os enfrentamos como local e visitante. Já sabemos como é jogar no (gramado) sintético e trataremos de escrever uma nova realidade nesta série”, completou o técnico.

As partidas pelas oitavas de final acontecerão nos dias 24, na Arena, e 31 de julho, na La Bombonera. Quem se classificar, encara na próxima fase o vencedor de LDU, do Equador, contra Olímpia, do Paraguai.