O Athletico reestreou na Copa Libertadores com vitória. O Furacão saiu atrás, mas foi buscar a virada por 3 a 2, nesta terça-feira (15), diante do Jorge Wilstermann, na Bolívia, na retomada da competição. O jogo em Cochabamba foi válido pela terceira rodada do grupo C da competição. Os donos da casa saíram na frente, com Álvarez, e o Rubro-Negro igualou, em cobrança de pênalti de Lucho González. Na segunda etapa, o brasileiro Serginho marcou, Christian empatou e Walter virou no final.

O próximo compromisso do Athletico será diante do Colo-Colo-CHI, na Arena da Baixada, na próxima quarta-feira (23), pela quarta rodada da disputa continental.

>> Veja como foi o jogo entre Jorge Wilstermann e Athletico

O Rubro-Negro foi para o confronto com três desfalques: o zagueiro Thiago Heleno, que não pode jogar na altitude por uma condição médica, o volante Léo Cittadini e o meia-atacante Nikão, que foram vetados por causa de entorse no tornozelo.

Foto: Divulgação/Athletico

O Athletico começou o jogo sofrendo. Logo aos 9 minutos, em uma bobeira da defesa do Furacão Gilbert Álvarez recebeu uma bola longa da defesa, dominou, viu Santos adiantado, tirou do camisa 1, e mandou para o gol, abrindo o marcador. Os bolivianos pressionaram e por pouco Chávez não amplia aos 16 em cobrança de falta.

Foi somente aos 29 que o Rubro-Negro passou a chegar com mais chance, jogando comais pressão. Aos 37, em cobrança de escanteio, Jonathan mandou na área, Fabinho correu para alcançar a bola, mas foi segurado por Aponte. O árbitro assinala o pênalti. Lucho González vai para a cobrança, chuta forte do lado esquerdo e iguala o placar.

>> Tabela e classificação da Libertadores

No segundo tempo, O Furacão entrou ligado, criando chance logo no primeiro minuto com Fabinho, mas não demorou para que Los Aviadores ampliassem. Aos 11 minutos, em jogada de Patito Rodríguez pela direita, a bola foi passada para Chávez, que viu o brasileiro Serginho livre na esquerda. O atacante recebeu e só mandou para o fundo das redes, deixando mais uma vez os donos da casa na vantagem.

O Athletico parecia ter sentido o gol e sofria para segurar as jogadas do adversário, especialmente as que surgiam pelos pés de Patito Rodrígues, pela direita. Porém, sem desistir, o gol de empate veio. Aos 27, Christian tabelou com Fabinho, driblou, entrou na área, deslocou Giménez e assinalou o segundo do Furacão. Nos minutos finais, após cruzamento na área do clube boliviano, Walter soltou a bomba e deu números finais ao jogo.

Ficha técnica

LIBERTADORES
Grupo C – 3ª rodada
15/09/2020

JORGE WILSTERMANN 2×3 ATHLETICO

Jorge Wilstermann
Arnaldo Giménez; Esteban Orfano, Edward Zenteno, Ismael Benegas e Juan Pablo Aponte (Wilson Álvarez); Carlos Melgar (Torrico), Leonel Justiniano e Cristian Chávez; Patito Rodríguez (Arrascaita), Gilbert Álvarez (Pedriel) e Serginho. Técnico: Cristian Diaz

Athletico
Santos; Jonathan, Felipe Aguilar, Pedro Henrique e Márcio Azevedo (Abner Vinícius); Wellington, Erick, Christian (Walter) e Lucho González (Pedrinho); Geuvânio (Ravanelli) e Fabinho (Carlos Eduardo). Técnico: Eduardo Barros

Gols: Gilbert Álvarez, 9/1ºT, Lucho, 39/1ºT, Serginho,11/2ºT, Christian, 29/2ºT, Walter, 45/2ºT.
Cartões amarelos: Orfano, Aponte, Chávez (JWI); Erick, Christian (CAP)
Cartão vermelho: Serginho – duplo amarelo
Local: Estádio Félix Capriles (Cochabamba-BOL)
Árbitro: Angelo Hermosilla (Fifa-CHI)
Assistentes: Alejandro Molina (Fifa-CHI) e Claudio Urrutia (Fifa-CHI)

+ Mais do Furacão:

+ Gustavo Villani é o convidado especial do podcast De Letra
+ Ex-diretor do Athletico visita CT do Caju e vai ao Atletiba


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?