Sem transmissão ao vivo por opção do canal TNT, a partida entre Fortaleza x Athletico, na estreia do Brasileirão, deveria ter ficado no “escuro” neste sábado (8). No entanto, o jogo foi exibido ilegalmente em diversos sites e canais no YouTube.

O sinal utilizado foi o mesmo da transmissão internacional do campeonato, que deveria estar bloqueado para o território nacional. O Athletico, único time que não havia concordado com a venda dessas mídias, assinou contrato até 2023 na última sexta-feira (7), apurou a reportagem.

>> LEIA MAIS: Athletico larga com vitória no Brasileirão

Uma das transmissões pirata no YouTube foi derrubada pela Globo, dona dos direitos para TV aberta e internet. Na TV fechada, o direito é da Turner, que decidiu não passar o duelo no Castelão.

As transmissões pegaram de surpresa dirigentes dos clubes. Procurada, a CBF afirmou, via assessoria, que investiga o ocorrido junto com a produtora do jogo. A entidade foi a responsável por negociar, em abril, a venda do direitos para o exterior.

As vencedoras foram a Global Sports Rights Management (GSRM) (direitos internacionais para TV aberta, TV fechada, pay per view e streaming) e um consórcio formado pela Zeus Sports Marketing e pela Stats Perform (exibição em sites de apostas).

+ Mais do Furacão:

+ BLOG DO CRISTIAN: Furacão vence com autoridade no Ceará
+ Athletico tem jogo contra o Atlético-MG adiado pelo Brasileirão
+ Campeão, rebaixados, acesso: confira os palpites da Tribuna para a Série A e Série B


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?