Após quatro jogos de teste, a torcida Os Fanáticos, principal organizada do Athletico, decidiu retornar ao seu antigo setor na Arena da Baixada. A decisão unânime aconteceu em uma reunião geral na sede da entidade neste final de semana.

+ Leia também: Athletico se aproxima de ex-CEO do Coritiba

A torcida havia decidido ficar na Coronel Dulcídio superior depois de entrar em acordo com a diretoria do Furacão. Na época, se falava em um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), mas a reportagem apurou que isso não aconteceu e ficou só na promessa. Dessa forma, o retorno para a Buenos Aires inferior não precisa de nenhum trâmite.

+ Mais na Tribuna: Relembre o Termo de Ajuste de Conduta assinado entre Fanáticos e Furacão

A decisão da TOF passa, especificamente, por duas questões: a falta de pressão exercida nos times adversários em um setor ‘distante‘ do gramado mesmo com adereços liberados e a possibilidade de confusão futura com torcidas visitantes em jogos de maior apelo, já que ficarão no setor ao lado da organizada.

Os organizados lamentam que a cúpula rubro-negra impeça que materiais como faixa, bandeira e bateria sejam barradas em seu tradicional local, mas decidiram abrir mão e apoiar o time só na garganta. Eles também alegam que, em caso de algum ato de violência nas partidas, a culpa será exclusiva da torcida, mesmo com todos os alertas contra a ‘torcida humana‘.

+ Boa fase: Rony pede passagem no Athletico

O retorno da Fanátícos ao setor Buenos Aires inferior acontecerá na estreia do Athletico na Taça Dirceu Krüger, no dia 9 de março, às 16h, diante do Toledo, atual campeão da Taça Barcímio Sicupira e já garantido na finalíssima do Campeonato Paranaense.

+ APP da Tribuna: As notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!