Pela primeira vez na Copa do Brasil deste ano o Athletico conseguiu largar em vantagem no primeiro jogo eliminatório. E não poderia ter sido em um momento melhor. A vitória por 1×0 diante do Internacional, na noite desta quarta-feira (11), na Arena da Baixada, no duelo de ida da final da Copa do Brasil, deixou o Furacão com uma mão na taça da competição nacional. Para confirmar a conquista inédita na sua história, o Rubro-Negro precisa de um empate no duelo da volta, quarta-feira que vem (18), no Beira-Rio, em Porto Alegre.

+ Confira as imagens da vitória do Furacão!

Em caso de vitória do Internacional por um gol de diferença por qualquer placar, já que a Copa do Brasil não tem o gol qualificado fora de casa, o título será definido nos pênaltis. Já se o Colorado conseguir vencer por dois gols de diferença, a taça do torneio nacional ficará com a equipe gaúcha. E, claro, qualquer vitória atleticana traz a taça para Curitiba.

+ Personagem: O narrador que pode narrar o terceiro grande título do Athletico

Será, na verdade, a primeira vez que o Athletico vai começar a partida com um resultado que lhe favorece. Como disputou a Copa Libertadores, entrou direto nas oitavas de final. Diante do Fortaleza, empatou sem gols na primeira partida e venceu, na Arena da Baixada, o duelo da volta por 1×0 e garantiu passagem para as quartas de final.

Diante do Flamengo, o Furacão fez pela primeira vez a primeira partida na Arena da Baixada. Empatou em 1×1 e, no duelo da volta, o placar se repetiu. A disputa da vaga para a semifinal foi para as penalidades e o Furacão levou a melhor e garantiu passagem para enfrentar o Grêmio na próxima etapa do torneio.

+ Relembre personagens do nosso futebol no podcast De Letra!

Na semifinal, diante do Grêmio, o Rubro-Negro perdeu por 2×0 no duelo de ida, em Porto Alegre e, na volta, devolveu o placar e conseguiu a vaga na decisão nas penalidades mais uma vez. Veio, então, o Internacional, outro time gaúcho. E a vitória por 1×0 conquistada no Caldeirão lotado dá ao Furacão o direito de empatar na partida de volta para levantar a taça da Copa do Brasil.