A Conmebol está se mostrando rigorosa com a questão do antidoping. Na noite de segunda-feira (20), atletas de Athletico e River Plate foram surpreendidos com um exame surpresa feito pela entidade. A atitude já é algo previsto pela entidade sul-americana e serve para evitar possíveis problemas na decisão da Recopa Sul-Americana, que acontece nesta quarta-feira (22), às 21h30, na Arena da Baixada.

+ Leia também: Adversário da final da Recopa, Lucas Pratto elogia o Furacão

Os argentinos foram os primeiros a serem procurados. Assim que desembarcou em Curitiba, a delegação do River precisou passar pelo teste e 16 jogadores foram selecionados para os exames. Depois, o elenco do Furacão também foi submetido ao antidoping.

+ Mais na Tribuna: Saiba como acompanhar a final da Recopa

O objetivo é evitar que qualquer jogador atue na final após ter ingerido alguma substância proibida. A Conmebol se tornou ainda mais rigorosa após os casos do zagueiro Thiago Heleno e do volante Camacho no Rubro-Negro. Além disso, o River Plate também tem um histórico de ter jogadores dopados.

O resultado dos exames deve sair na noite desta terça-feira (21) ou ao longo do dia de quarta-feira (22), horas antes da partida. Caso algum jogador dê como positivo, estará fora dos dois jogos da Recopa, inclusive na volta, que acontece no dia 30 de maio, no Monumental de Nuñez.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!