enkontra.com
Fechar busca

Athletico

Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

Justiça

Athletico sofre derrota no STJD no caso da “torcida humana”

Tribunal mantém penas para Athletico e presidente até o julgamento final do caso, que deve ser na próxima semana

  • Por Redação / Tribuna do Paraná
O pedido de efeito suspensivo para Luiz Sallim Emed foi negado. Foto: Marcelo Andrade/Arquivo

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) impôs uma derrota ao Athletico na noite de terça-feira (19). A entidade negou ao clube os efeitos suspensivos das punições de multa ao Furacão e suspensão do presidente Luiz Sallim Emed. Com isso, estão mantidas as penas de R$ 200 mil para o Rubro-Negro e os 360 dias de gancho para o cartola até o julgamento final do caso, que deve acontecer na próxima semana.

+ Polêmica: Athletico mantém torcida única e Operário reclama

Apesar do que deve ser um rápido trâmite do caso no STJD, o Athletico queria suspender as decisões do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) até a decisão superior. Mas o pedido atleticano não foi aceito no Rio de Janeiro, com a entidade pedindo à Procuradoria que entregue um parecer sobre o caso até a sexta-feira (22). Com isso, há a possibilidade de o caso ser julgado na semana que vem.

+ Jogo: Confira todas as informações de Furacão x Fantasma

Athletico e Luiz Sallim Emed foram punidos pelo não cumprimento de decisão do TJD-PR no Atletiba válido pela primeira fase do Campeonato Paranaense. O clube era obrigado a ceder um espaço na Arena da Baixada para a torcida do Coritiba, além de autorizar a venda de ingressos. Mas o Furacão ignorou a medida, indo a julgamento em meados de fevereiro. O caso já passou pelas instâncias locais, com veredito desfavorável ao Rubro-Negro, que decidiu levar a história ao STJD.

+ Entenda: Furacão diz que TJD prejudica clube e protege Coritiba

A diretoria atleticana acusa o TJD-PR de ser parcial, prejudicando o clube e protegendo o Coritiba, que foi absolvido no mesmo tribunal por ter colocado no uniforme uma frase criticando o rival e por conta de declarações do presidente Samir Namur. “O Athletico não admite ser prejudicado desta maneira e exige que os membros do TJD-PR atuem com independência, de maneira impessoal, sem paixões clubísticas e em conformidade com o seu fundamento constitucional”, disse o Athletico em nota oficial.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

12 Comentários em "Athletico sofre derrota no STJD no caso da “torcida humana”"


General
General
4 meses 1 dia atrás

Não conseguem ganhar do CAP no futebol, administração, quebra de paradigmas, modernidade, então recorrem ao tapetão para ver se ganham alguma coisa…..cambada de retrógrados….tentem copiar e ser melhores que o CAP, daí todos crescerão.

Flavio Steiner
Flavio Steiner
4 meses 1 dia atrás

Suspensão de presidente do cap é igual a greve de funcionário público. Se não avisar, ninguém nota…

Barbosa Sincero
Barbosa Sincero
4 meses 3 dias atrás

Laranjão ferrado, veiaco feliz e torcida na maior festa cor de rosa…

JOAQUIM  TEIXEIRA IRA
JOAQUIM TEIXEIRA IRA
4 meses 3 dias atrás

Torcida humana. Metade tem silicone e a outra metade tem o cérebro cheio de maconha ou fezes.

Rogerio Reksidler
Rogerio Reksidler
4 meses 3 dias atrás

..o bom e velho campeonato Paranaense falido….saudades de 60, 70 e 80……

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas