Publicidade

Curitiba

Erick espera presente de Natal que vai salvar sua vida

Alex Silveira
Escrito por Alex Silveira

Com sua UTI instalada em casa, o jovem Erick Ismael da Silva, de 16 anos, – portador da Síndrome de Lenoxx – precisa arrecadar dinheiro para se manter vivo.

Segundo a mãe, Dalvana Correia da Silva, os medicamentos renovados pelos médicos, em novembro, foram a bombinha de oxigênio e o antiepilético. A necessidade imediata é comprar remédios, cabos do monitor de UTI, talas para as mãos e o extensor da pressão. Somente os remédios novos custam cerca de R$ 700 mensais. Eles são essenciais para manter Erick vivo.

O caso do menino é acompanhado pelos Caçadores de Notícias desde 2014. A família tem poucos recursos e a mãe só conseguiu comprar medicação para mais 15 dias, a partir de quinta-feira (12).

Segundo Dalvana, tirando os remédios, os outros equipamentos que faltam custam mais R$ 1 mil. “Os remédios e os cabos dão cerca de R$ 1,7 mil. Não temos esses recursos. Em novembro, na troca dos remédios, eu consegui comprar um de cada, com a ajuda do pessoal da igreja. Mas eles duram 30 dias. Não posso deixar acabar. Preciso de ajuda, novamente”, contou a mãe.

Remédios que mantém Erick vivo custam cerca de R$ 700 reais por mês. Foto: Giuliano Gomes/Arquivo/Tribuna do Paraná

Erick nasceu com paralisia cerebral e, por causa disto, vários outros problemas e doenças foram surgindo no meio do caminho, como a microcefalia, a Síndrome de Cush e a Síndrome de West. O jovem continua surpreendendo com sua força e recuperação, até mesmo quando suas condições de saúde pioram bastante.

Como colaborar diretamente?

Dalvana: (41) 99546-6503 e (41) 98870-4358

Conta bancária

Caixa Econômica Federal
Agência 4744
Operação 013
Conta-poupança 3357-8
Dalvana Correia da Silva
CPF 060.565.959-19

Sobre o autor

Alex Silveira

Alex Silveira

(41) 9683-9504