Publicidade

Curitiba

Coral formado só por homens encanta com apresentações que viralizam na internet

Giselle Ulbrich
Escrito por Giselle Ulbrich

Coral masculino de Curitiba que “bombou” no YouTube ensaia duro e colhe os frutos do sucesso: a felicidade

Um dos vídeos de um coral gospel masculino da capital, o Curitiba Men’s, viralizou na internet e tornou o grupo de cantores um dos mais requisitados da região. Em poucos meses no ar, a música “Via Dolorosa” atingiu cerca de 1 milhão de visualizações no Youtube. O sucesso pegou a todos os pouco mais de 100 integrantes de surpresa, já que o objetivo da turma era só cantar e levar a paz das letras edificantes ao maior número de pessoas.

Assista!

Só que a música e a internet não têm fronteiras. A música “Via Dolorosa”, explicou Matheus Rizzo, regente do coral, é uma música gospel geralmente cantada na Semana Santa por diversas denominações de igrejas, e não só a Adventista, onde o coral teve início. Justo para celebrar a data, eles lançaram o vídeo no canal de Matheus no dia 19 de abril. Mas como nunca tiveram a intenção de fazer sucesso, não podiam imaginar que tanta gente assistisse à interpretação. A expectativa não chegava a nem 5% do que alcançou.

E o grupo não tem apenas um sucesso. A interpretação do Curitiba Men’s do Hino Nacional Brasileiro encantou até gente graúda lá de Brasília. Em carta oficial enviada diretamente do gabinete da presidência, o vice-presidente Hamilton Mourão elogiou o desempenho dos cantores.

O coral

Jonas Ribeiro, diretor da Igreja Adventista do Sétimo Dia, localizada no Centro de Curitiba, foi quem botou o coral para funcionar. A primeira apresentação foi dia 25 de agosto do ano passado e logo já apareceu gente de todos os cantos do Paraná querendo participar. Eles vêm à capital só para os ensaios e apresentações. O grupo reúne desde adolescentes de 12 anos a idosos de 92 anos, de outras nacionalidades, como um africano e um polonês, das mais variadas situações financeiras.

Engana-se quem pensa que pessoas de outras religiões não podem participar do coral. O Curitiba Mens possui fiéis de igrejas de várias outras denominações. Até mesmo um padre católico já manifestou a Jonas o desejo de participar. “Toda vez que a pessoa se aproxima de Deus, uma bênção acontece na vida dela. Por isso o coral é aberto a todas as outras igrejas”, disse Ribeiro.

O Curitiba Mens esta fazendo sucesso no YouTube. Uma das músicas já esta com quase um milhão de acessos. Foto: Átila Alberti

Iniciativa “inédita”

Matheus diz que os corais masculinos são comuns nos Estados Unidos. No Brasil também já existem, mas poucos administrados de forma profissional como o Curitiba Men’s. Ele conta que diversos cantores já interpretaram a música “Via Dolorosa”, mas nenhum coral brasileiro tinha o feito.

No grupo tem de músicos e gente que não entende nada do assunto. “A magia do negócio é quando junta todo mundo”, diz o jovem, que se esforça organizando as diferentes vozes: tenores, barítonos e baixos. Mas o que chama a atenção é que, apesar das músicas serem conhecidas, elas ganham arranjos diferentes e inéditos, criados por Matheus.

Paixão inexplicável

Toninho Nascimento é fissurado por cantar em corais. Foto: Átila Alberti.

O jornalista Antônio Nascimento, 54 anos, o “Toninho”, é um dos integrantes do Curitiba Mens. Ele conta que nos anos 1970 e 1980, a igreja tinha o grupo Shalom (do qual fez parte), que era forte na época. Mas aí o coral foi “acabando” e as pessoas que fizeram parte nem imaginavam que um dia voltariam a cantar. Hoje, no Curitiba Mens, há pelo menos 10 ex-integrantes do Shalom.

“É tão contagiante. As pessoas vêm porque gostam. Eu geralmente acordo às 3h da manhã e começo a trabalhar às 4h. Teve um dia que vim pro ensaio, num domingo à noite, e ainda emendamos uma pizza depois. Nesse dia eu fui dormir às 2h. Só dei um cochilo e fui trabalhar feliz. É inexplicável a satisfação de participar de um projeto tão grande”, concluiu.

Sobre o autor

Giselle Ulbrich

Giselle Ulbrich

(41) 9683-9504